Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 – só ele quer ter grade de radiador
13 de setembro de 2019 – 14:45 | Comentários desativados em Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 – só ele quer ter grade de radiador

Estande da BMW no Salão de Frankfurt dá spoilers sobre as novas gerações do Série 4, além de novidades para o nicho dos SUV-cupê e um novo carro elétrico.
Uma das atrações da BMW  no Salão …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Campeonatos

WEC: Senna encerra 2013 e decide futuro na categoria em 2014

Submitted by on 2 de dezembro de 2013 – 10:51No Comment

07

A quebra do motor quando restavam menos de 60 minutos para o encerramento da prova roubou o pódio de Bruno Senna nas 6 Horas do Bahrein, oitava e última etapa do Mundial de Endurance. Num fim de semana para ser esquecido pela Aston Martin, que chegou ao Oriente Médio na liderança dos campeonatos de equipes e pilotos e ficou pelo caminho por causa do mesmo problema em seus dois carros, o italiano Gianmaria Bruni – desta vez em parceria com o finlandês Toni Vilander – venceu a prova e se sagrou campeão, elevando a escuderia de Maranello à ponta da tabela entre os fabricantes. Entre os protótipos LMP1, os mais velozes das quatro categorias da série organizada pela FIA, o Toyota TS030-Hybrid do trio Stéphane Sarrazin-Sébastien Buemi-Anthony Davidson levou a melhor na corrida.

Bruno alinhou o Vantage V8 da Aston Martin na quinta colocação do grid da classe GTE Pro e o carro nunca pareceu em condições de ameaçar os Porsche 911 RSR e as Ferrari F458. O plano de ajudar os companheiros Stefan Mücke e Darren Turner a confirmar o favoritismo e garantir uma conquista sonhada pela casa inglesa no ano de seu centenário não pôde ser implementado pelo ritmo mais lento que o modelo exibiu no circuito de Sakhir. Além disso, a pane nos motores – Mücke e Turner foram os primeiros a abandonar – jogou a derradeira pá de cal na ambição da equipe. “Foi uma pena, porque mesmo com todas as dificuldades estávamos a caminho do pódio”, lembrou Bruno, que estava pronto para fazer seu terceiro turno quando o português Pedro Lamy – um de seus companheiros ao lado do neozelandês Richie Stanaway – encostou com o motor avariado.

Bruno lamentou que fatores fora de seu controle o tenham alijado da disputa antes mesmo da etapa de fechamento do calendário. “Foram dois acidentes, um deles em Interlagos e outro em Le Mans, onde dominávamos com quase dois minutos de vantagem, que tiraram pontos que fizeram toda a diferença. Hoje, foi o motor. Sabíamos que não estávamos em condições de brigar com a Porsche e a Ferrari, mas em nenhum momento forçamos demais”, observou o brasileiro, que ocupava o 3º lugar no instante da desistência e fechou o campeonato em 6º na GTE Pro.

Apesar do desfecho decepcionante para a Aston Martin, cujo consolo foi a vitória na corrida e o título na GTE Am, a primeira temporada completa de Bruno Senna nas provas de longa duração foi positiva. Ele ganhou três corridas – uma na GTE Am – e largou quatro vezes na pole. Com várias possibilidades para a próxima temporada, inclusive a renovação de contrato com a Aston Martin, Bruno só deverá tomar uma decisão em relação ao seu futuro no fim da temporada ou no início de 2014.

Fonte: Amigos da Velocidade

Comments are closed.