Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 Рsó ele quer ter grade de radiador
13 de setembro de 2019 Р14:45 | Comentários desativados em Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 Рsó ele quer ter grade de radiador

Estande da BMW no Sal√£o de Frankfurt d√° spoilers sobre as novas gera√ß√Ķes do S√©rie 4, al√©m de novidades para o nicho dos SUV-cup√™ e um novo carro el√©trico.
Uma das atra√ß√Ķes da BMW¬† no Sal√£o …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Ind√ļstria

VW SAVEIRO CROSS X FIAT STRADA ADVENTURE: A BRIGA PELA COROA

Submitted by on 6 de julho de 2016 – 9:21No Comment

qr-681-saveiro-x-strada-01-tif
Os caçulas são difíceis de lidar. Normalmente mimados pelos pais e maltratados pelos irmãos mais velhos, eles fazem de tudo para chamar atenção. Com a Saveiro é assim. Nascida depois de Gol, Voyage e Parati, ela sempre quis ser diferente, mas a rígida educação alemã nunca permitiu isso. Pelo menos até agora, quando a Volkswagen resolveu que era hora de a picape ser independente. Eis o resultado: pela primeira vez em mais de três décadas, a Saveiro ganhou identidade própria.
As mudan√ßas na linha 2017 foram mais profundas (e percept√≠veis) do que as feitas em Gol e Voyage. Na frente, grade e far√≥is ficaram maiores, o cap√ī foi redesenhado e o para-choque ganhou tra√ßos inspirados no novo Tiguan. Atr√°s, as altera√ß√Ķes foram mais discretas, limitando-se a lanternas parecidas com as da Amarok e ma√ßaneta da ca√ßamba embutida no logotipo. Dos SUVs conceituais, como o T-ROC, veio a cor Azul Ravenna, exclusiva da Cross. Na m√©dia, a Saveiro tamb√©m ficou 32 mm mais alta, por conta da suspens√£o elevada e pneus maiores. Assim, todas as vers√Ķes est√£o mais parecidas com a Cross.
A carroceria renovada combina com o interior repaginado do Gol, marcado pelos traços horizontais e melhor acabamento (painel mais macio, menos rebarbas nos plásticos). Como o hatch, a Saveiro investe na conectividade, oferecendo quatro tipos de centrais multimídia, que permitem até espelhar a tela do celular e acessar aplicativos.
Tantas modifica√ß√Ķes t√™m um prop√≥sito bem definido. Al√©m da necessidade de reduzir a vantagem da l√≠der Fiat Strada, a VW tinha outra preocupa√ß√£o. ‚ÄúSabendo que outras marcas lan√ßariam produtos novos (Renault Oroch e Fiat Toro), decidimos criar uma picape com personalidade mais forte em vez de mais um produto derivado do Gol‚ÄĚ, admitiu Guilherme Knop, supervisor de design da VW.
Al√©m da cara nova, a linha 2017 traz a in√©dita vers√£o b√°sica Robust, dispon√≠vel apenas com cabine simples (R$ 43.530). As vers√Ķes Trendline (a √ļnica dispon√≠vel com os tr√™s tipos de cabine) e Highline continuam em linha, mas ainda n√£o foi desta vez que o veterano motor EA-111 1.6 de 104/101 cv foi trocado pelo moderno EA-211 1.6 16V (que equipa apenas a Cross) de 120/110 cv.
Quase todas as vers√Ķes tiveram aumento de pre√ßo m√©dio de cerca de R$ 1.000, com exce√ß√£o da Cross, que ficou R$ 1.140 mais barata. Agora a Saveiro aventureira com cabine dupla sai por R$ 69.250, n√£o por acaso quase o mesmo valor da Strada Adventure cabine dupla, que parte de R$ 69.940. Nas vers√Ķes com cabine extendida, mais baratas, a Fiat continua mais barata: R$ 63.390, contra R$ 66.110 da VW.
Mas ser√° que esse pacote de novidades √© suficiente para a Saveiro conseguir superar sua rival? Para come√ßar, 11 anos separam as atuais gera√ß√Ķes de Strada e Saveiro. Enquanto a picape da Fiat estreou em 1998 (passando por cinco reestiliza√ß√Ķes), a Saveiro est√° entre n√≥s desde 2009, com duas mudan√ßas de l√° para c√°.
Para esconder o peso da idade, a Fiat apostou em encher a Strada de solu√ß√Ķes in√©ditas na categoria, como o bloqueio eletr√īnico do diferencial Locker, o c√Ęmbio automatizado Dualogic e principalmente a cabine dupla, que ganhou a terceira porta em 2013. Pode n√£o ser bonita, mas a porta extra √© um item de enorme conveni√™n¬≠cia, ao facilitar o acesso ao banco de tr√°s. De todas as inova√ß√Ķes, por√©m, o bloqueio do diferencial (que na Saveiro dispensa acionamento por bot√£o) e a cabine dupla j√° foram adotadas pela VW, sendo que a marca decidiu manter a carroceria com duas portas, abandonada pela Fiat h√° quase tr√™s anos. Pelo menos uma semelhan√ßa elas t√™m: o diminuto espa√ßo na parte traseira da cabine, suficiente apenas para dois adultos viajarem com relativo conforto.
Se na praticidade a Strada leva a melhor, a Saveiro d√° o troco na ergonomia. √Č mais f√°cil se sentir √† vontade na picape da VW, que oferece todos os comandos √† m√£o e a posi√ß√£o de dirigir de autom√≥vel. O estilo de guiar da Strada, mais elevado, lembra um SUV, o que pode agradar a quem gosta desse tipo de ve√≠culo. Mas o motorista, dependendo da estatura, fica com os joelhos altos demais e a cabe√ßa pr√≥xima do teto. A Saveiro tamb√©m ganha pontos nos detalhes, como o acabamento mais cuidadoso e a tampa da ca√ßamba com amortecedores embutidos, que a deixa mais leve e permite um fechamento suave.
Com projeto mais atual, a Saveiro traz recursos de seguran√ßa inexistentes na Strada, como auxiliar de partida em rampa, ABS com fun√ß√£o off-road (que permite um leve travamento das rodas para acumular terra e facilitar a frenagem) e controle de estabilidade. Tamb√©m oferece de s√©rie uma central multim√≠dia mais completa, com direito a espelhamento da tela do celular ‚Äď na Strada, o item √© mais simples e vendido √† parte. Na pista de testes, a picape da VW teve uma leve desvantagem em desempenho, mas venceu em frenagem e consumo.
A Volks tamb√©m leva a melhor no pre√ßo. Cheia de opcionais, a Strada Adventure sai por R$ 82.952, indo a R$ 87.135 com o c√Ęmbio Dualogic. A Cross completa custa menos: R$ 73.870, mas sem op√ß√£o de caixa automatizada.
N√£o h√° d√ļvida de que, apesar da idade avan√ßada, a Strada ainda tem f√īlego no mercado (no acumulado de 2016, ela vendeu 8.577 unidades, contra 6.190 da rival). Mas √© bom a l√≠der n√£o baixar a guarda, pois a nova Saveiro provou ser capaz de desbanc√°-la no comparativo das vers√Ķes mais caras. O jogo pode mudar quando a VW estender o eficiente motor 1.6 16V ao restante da gama. Quando isso ocorrer, a Fiat ter√° s√©rios motivos para se preocupar.
AVALIAÇÃO DO EDITOR
Motor e C√Ęmbio – Embora a Strada n√£o desagrade, o c√Ęmbio de engates precisos e o motor 1.6 EA-211 fazem a Saveiro se sobressair.
Dirigibilidade РFácil de manobrar e mais estável nas curvas, a Saveiro lembra um automóvel. A direção da Strada é pesada para uma picape do seu porte.
Segurança РApenas a Saveiro tem ESP e ABS com função off-road; além dos itens obrigatórios, a Strada só acrescenta o EBD.
Seu bolso РNenhuma delas é uma pechincha, mas a Saveiro cobra menos e entrega mais segurança e conforto que sua rival.
Conte√ļdo – Ambas s√£o equivalentes na lista de itens de s√©rie e nos opcionais, embora a Saveiro tenha mais recursos eletr√īnicos.
Vida a bordo РFalta espaço na cabine das duas picapes, mas apenas a Strada oferece a comodidade da terceira porta.
Qualidade – O pl√°stico de qualidade regular domina o interior de ambas, mas a Saveiro tem encaixes mais precisos do que a Strada.

VEREDICTO QUATRO RODAS
Apesar de l√≠der de mercado e da exclusiva terceira porta, a Strada j√° sente o peso da idade, especialmente frente a uma rival mais moderna e com motor mais econ√īmico. Melhor em conforto, pre√ßo, conectividade e seguran√ßa, a Saveiro acabou levando a melhor.

Texto: Vitor Matsubara
Fonte: Quatro Rodas

Comments are closed.