Confira as novidades apresentadas no Salão Duas Rodas
20 de novembro de 2017 – 13:49 | Comentários desativados

As principais empresas do setor de motos do Brasil apresentaram suas novidades para 2018 no Salão Duas Rodas, em São Paulo. Mesmo em um mercado que ainda sente os efeitos da crise econômica, foi possível …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » F1

“Um pouco” incomodado com ‘vestibular’, Massa cogita ano sabático se não permanecer na Williams

Submitted by on 20 de outubro de 2017 – 11:07No Comment

massa

Os testes que a Williams tem feito com Robert Kubica e Paul di Resta deixaram Felipe Massa um tanto frustrado. Ao GRANDE PRÊMIO, o brasileiro admitiu desconforto com o desrespeito que a situação gera, mas que segue apostando ser a melhor opção para a equipe em 2018. Caso não permaneça, é bem provável que o piloto não corra em categoria alguma.

Felipe Massa não tem digerido bem a história que transformou sua vaga em uma rifa. Nas últimas semanas, viu que a Williams usou Robert Kubica duas vezes para testes com o carro de 2014 em Silverstone e Hungaroring. Di Resta também andou com o modelo de três anos atrás. E se a equipe diz que são os três os candidatos ao posto de titular em 2018, ainda tem Pascal Wehrlein correndo por fora pelas mãos de Toto Wolff — apesar de ter completado recentemente 23 anos, dois a menos do que a Martini necessita para propagandear sua bebida, fala-se que uma eventual permanência de Di Resta como reserva resolveria a questão.

Perguntado pelo GRANDE PRÊMIO no Circuito das Américas em Austin, Massa admitiu que o ‘vestibular’ e até a falta de respeito que provoca a situação incomodam “um pouco, para falar a verdade”. “Não tem o que você imaginar. E o que você vai ver nesses testes é difícil de tirar algo. É totalmente difícil de imaginar se o piloto que você vai escolher destes testes vai estar realmente pronto. Se esse piloto está pronto mesmo. É praticamente impossível de saber se esse piloto vai estar pronto para fazer um bom trabalho ou não. Principalmente no momento em que a Williams vive, no tamanho do investimento no novo carro. Não acho que o ideal é fazer isso, mas cada um tem sua decisão e seu motivo. Mas, para mim, não muda nada. Eu sei do que sou capaz, a equipe sabe do que eu sou capaz”, falou o brasileiro nesta quinta-feira (19), também defendendo o seu lado.

Não há nenhuma previsão de que a Williams faça qualquer anúncio neste fim de semana, o que prolonga a agonia de Massa e dos concorrentes. “Acho que seria o certo para a equipe fechar entre o México e o Brasil”, avaliou o piloto. “A maioria das equipes já tem suas duplas fechadas. Não tem motivo para a Williams não querer fazer a mesma coisa, até pelo bem da equipe. Então, sem dúvida, é importante que as coisas aconteçam de maneira rápida. E que eu saiba logo o meu futuro também”, completou.

Se Massa for preterido, é bem provável que 2018 seja de descanso e que nem mesmo a Fórmula E seja considerada. “Um ano sabático pode ser, mas ainda não tem a menor ideia. Eu estou ainda esperando o que vai acontecer para ver o que vou fazer”, disse. “Se continuar, nada muda, e continuo aqui mais um ano; se não, acho que não terei nenhum tipo de trabalho com a Williams.”

Outrora desempregado, Massa voltou a sentir prazer em guiar um F1. “Eu realmente gosto muito do carro deste ano com todas essas mudanças. Eu me adaptei bem ao carro e me sinto muito melhor”. Mas o modelo que parecia promissor no começo da temporada falhou miseravelmente. “Infelizmente, não temos o carro competitivo para lutar por pódios ou resultados melhores, então acredito que estou bastante confiante com meu trabalho”, falou. “Às vezes você olha os resultados, vê o número de pontos que eu tenho e acha que não faço um ano bom, mas muito disso não foi por culpa minha”, alfinetou.

“Foram problemas mecânicos que acabaram me tirando pontos neste ano, mas o que mudou mesmo foi que hoje eu gosto mais de guiar esse carro que a F1 tem agora”, finalizou.

Massa aparece na 11ª colocação do Mundial de Pilotos com 34 pontos, apenas dois à frente de seu companheiro novato, Lance Stroll.

Fonte: Redação

Texto: Grande Prêmio

Rodão

Comments are closed.