Carro voador chinês pode ser o primeiro a ser comercializado normalmente
6 de outubro de 2018 – 16:34 | Comentários desativados

A corrida em busca de produzir o primeiro carro voador comercialmente viável pode estar perto de ter um vencedor: é a Terrafugia, uma empresa chinesa que já desenvolve seu veículo com asas chamado Transition há …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Indústria

Trabalhadores na Toyota aprovam acordo coletivo até 2019

Submitted by on 13 de junho de 2018 – 9:36No Comment

image_preview

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, proposta, que preserva cláusulas sociais, é importante no atual momento do país
São Paulo – Trabalhadores na Toyota, em São Bernardo do Campo, aprovaram nesta terça-feira (12), em assembleia, proposta de acordo coletivo válido até o ano que vem. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, esse acordo garante reajuste salarial com base na variação do INPC-IBGE na data-base da categoria (setembro) até um teto fixado em R$ 9.850, que abrange todos os funcionários da produção e a maioria dos mensalistas (área administrativa).

Ainda conforme a entidade, os pisos salariais serão corrigidos também pelo INPC. A participação nos lucros ou resultados (PLR) será paga em duas parcelas, em junho e dezembro, e as cláusulas sociais ficam mantidas.

No ano que vem, o sistema será repetido, com possibilidade de aumento real (acima da inflação), segundo afirmou o presidente do sindicato, Wagner Santana, o Wagnão, durante a assembleia. Ele também ressaltou a importância de um acordo de prazo mais longo no atual momento do país.

“A crise política e econômica está atrapalhando muito as negociações com as empresas. Conseguir este acordo na Toyota por dois anos, assim como conseguimos na Mercedes-Benz e outras empresas, que têm acordos de longo prazo, prova que o sindicato é extremamente necessário para a organização e defesa dos interesses dos trabalhadores”, disse Wagnão.

Texto: redação

Fonte: redebrasilatual.com.br

Portal Rodão

Comments are closed.