Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 – só ele quer ter grade de radiador
13 de setembro de 2019 – 14:45 | Comentários desativados em Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 – só ele quer ter grade de radiador

Estande da BMW no Salão de Frankfurt dá spoilers sobre as novas gerações do Série 4, além de novidades para o nicho dos SUV-cupê e um novo carro elétrico.
Uma das atrações da BMW  no Salão …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Mercado

Teste: Mercedes-Benz Gle Coupé 400 4Matic – Múltiplas facetas

Submitted by on 24 de julho de 2015 – 7:46No Comment

Mercedes-Benz GLE Coupé (2015)

Sedãs e utilitários esportivos são veículos com vocação normalmente familiar. Cada qual com suas características, tentam seduzir os consumidores que buscam conforto e boa habitabilidade. Mas a concorrência acirrada entre as marcas faz com que as apostas em modelos que unem pontos positivos de ambas as categorias comecem a ganhar mais espaço no “line-up” das marcas. Principalmente nas de luxo. A Mercedes-Benz, por exemplo, apresentou no último Salão de Detroit, nos Estados Unidos, em janeiro deste ano, seu GLE Coupé. O nome já deixa clara a origem do projeto: trata-se da mescla entre o sedã Classe E e o SUV GL – mas com o charme da linha de cupê com quatro portas. A previsão é de que o crossover esteja disponível para a venda no Brasil até o final de 2015, para competir diretamente com o BMW X6.

A Mercedes começou o projeto do GLE Coupé para chegar a um veículo com a personalidade de um cupê de quatro portas. Mas aproveitou para inserir o “know-how” off-road da marca e deixou o carro mais robusto. O resultado é definido pela fabricante como um “cupê esportivo com o DNA de um SUV”. Questão de estratégia de mercado, já que as previsões da Mercedes para 2015 são de que o número de utilitários esportivos vendidos em 2015 e 2016 devem ser o dobro do que se viu em 2014.

O GLE Coupé se destaca por suas proporções expressivas. A carroceria rebaixada e o teto inclinado se destacam. Mas chama atenção ainda a dianteira com grade única e barra central cromada vinculada aos faróis de leds. De perfil, vincos bem pronunciados e as rodas avantajadas – podem ter entre 20 e 22 polegadas – ampliam a ideia de robustez do modelo. Já a traseira tem sua esportividade aguçada pela dupla saída de escapamento e trazem lanternas horizontais que invadem uma pequena parte da tampa do porta-malas.

Por dentro, os traços típicos de um cupê esportivo prevalecem sobre as características de um “fora de estrada” puro. As portas têm, de acordo com a Mercedes, ângulo de abertura alto e bancos em posição elevada, para facilitar o acesso. Os bancos e volante esportivos são de série, sempre revestidos em couro. O acabamento recebe materiais requintados, como alumínio ou, opcionalmente, madeira e preto laqueado.

O modelo é oferecido sempre em tração integral e com duas motorizações, ambas 3.0 litros V6. Uma é turbodiesel de 258 cv e 63,2 kgfm. Já a outra é a gasolina e capaz de gerar 333 cv e 48,9 kgfm de torque. Ambas têm câmbio automático de nove velocidades. Há ainda as versões produzidas em parceira com a AMG, a divisão mais “raivosa” da Mercedes. Na GLE 450 AMG, a potência sobe para 367 cv e o torque, para 53 kgfm. Mas as mais enfurecidas são a 63 AMG e 63 AMG S, com transmissão automatizada de dupla embreagem e sete velocidades, que ostentam um V8 5.5 litros que atinge 557 cv e 585 cv, além de 71,4 kgfm e 77,5 kgfm, respectivamente.

Allgäu/Alemanha – O Mercedes-Benz GLE promete conforto e capacidade de off-road. De fato, o carro combina estilo, elegância e robustez. Seus principais pontos fortes são o excelente desempenho tanto na estrada quanto no ambiente mais aventureiro, aliados ao amplo espaço interno e alta segurança. A impressão que se tem é que tudo foi concebido para que, além de uma boa opção para rivalizar com o BMW X6, seja também uma das principais peças de vitrine da marca.

Com o propulsor a gasolina de 333 cv, seu desempenho é mesmo bastante animador. A avaliação se deu tanto em caminhos na região montanhosa de Allgäu, na Alemanha, quanto nas estradas bem pavimentadas e de velocidade rápida de Kitzbuhel, na Áustria. Um trajeto de cerca de 130 quilômetros que mostrou o quanto o modelo é hábil e apto para a diversão aventureira ou para os passeios em família. O consumo de combustível é um pouco acima do esperado, mas é inegável o quão responsivo é o GLE Coupé aos comandos do motorista.

Ficha técnica

Motor: Gasolina, dianteiro, longitudinal, 2.996 cm³, turbo com intercooler, seis cilindros em “V”, quatro válvulas por cilindro e comando duplo no cabeçote. Injeção eletrônica multiponto sequencial. Acelerador eletrônico.

Transmissão: Câmbio automático de nove marchas à frente e uma a ré.
Tração integral. Controle eletrônico de tração.

Potência máxima: 333 cv a 5.500 rpm.

Torque máximo: 48,9 kgfm entre 1.400 e 4 mil rpm.

Aceleração 0-100 km/h: 6,0 segundos.

Velocidade máxima: 245 km/h limitada eletronicamente.

Diâmetro e curso: 88,0 mm X 82,1 mm. Taxa de compressão: 10,5:1.

Suspensão: Pneumática Airmatic com sistema de amortecimento continuamente variável. Controle eletrônico de estabilidade.

Pneus: 275/50 R20.

Freios: Discos ventilados na frente e atrás. Oferece ABS com EBD e assistente de frenagem de emergência.

Carroceria: utilitário esportivo com quatro portas e cinco lugares. Com 4,90 metros de comprimento, 2 m de largura, 1,73 m de altura e 2,91 m de entre-eixos. Oferece airbags frontais, laterais dianteiros e traseiros, cortina e de joelho para o motorista.

Peso: 2.105 kg.

Capacidade do porta-malas: 650 litros.

Tanque de combustível: 93 litros.

Produção: Alabama, Estados Unidos.

Lançamento: 2015. Lançamento no Brasil: Previsto para o final do ano.

Preço: 67.235 euros na Alemanha, o equivalente a R$ 233 mil.

TEXTO: Márcio Maio/ Claudio Soranzo
FONTE: Infomotori.com/Itália,
exclusivo no Brasil para Auto Press / Motor Drean

Comments are closed.