Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 – só ele quer ter grade de radiador
13 de setembro de 2019 – 14:45 | Comentários desativados em Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 – só ele quer ter grade de radiador

Estande da BMW no Salão de Frankfurt dá spoilers sobre as novas gerações do Série 4, além de novidades para o nicho dos SUV-cupê e um novo carro elétrico.
Uma das atrações da BMW  no Salão …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Mercado

Teste: Ford Focus Fastback – Em nome do marketing

Submitted by on 30 de julho de 2015 – 7:32No Comment

14382139631439

Não podia demorar muito para o Focus sedã renovado dar as caras. Um mês após a apresentação da variante hatch de cara nova, o “facelift” do três volumes estreia junto com um novo “sobrenome”: Focus Fastback. Para ressaltar a esportividade do modelo e driblar o conservadorismo comum ao segmento de sedãs, a Ford resolveu batizá-lo assim. Segundo o marketing da marca, a nomenclatura foi adotada devido ao formato do caimento teto, que não tem “quebra” entre o vidro traseiro e a tampa do porta-malas – assim como no icônico fastback esportivo Mustang, também da Ford.
Produzido na Argentina e com previsão de chegar às concessionárias em agosto, o Focus Fastback mantém as mesmas dimensões anteriores do sedã. São 4,53 metros de comprimento, com 2,01 m de largura, 1,47 m de altura e 2,65 m de distância entre-eixos. No visual, a novidade é que o modelo recebeu o atual “family face” da Ford. Agora, as entradas de ar dianteiras estão maiores e mais largas, e se assemelham com os modelos da Aston Martin – marca de esportivos de luxo inglesa que já pertenceu à Ford. Os frisos da grade diferenciam as versões – na de entrada SE possui estilo colmeia, e na topo de linha Titanium, cromada. Os faróis estão mais longos e afilados, e na versão mais cara são compostos de leds com bi-xenônio adaptativos, que regulam o facho de luz de acordo com a direção e velocidade.

Na lateral, os vincos estão mais fortes e as rodas possuem desenho exclusivo para cada configuração. Na parte traseira, o para-choque foi remodelado, assim como a tampa do porta-malas, junto com o novo formato do teto, levemente rebaixado. As lanternas também foram espichadas, assim como no hatch. De acordo com a Ford, tais mudanças estéticas permitiram otimização de 4% da aerodinâmica. No interior, predomina o acabamento “soft-touch”. O volante multifuncional é revestido em couro. No centro do painel está uma tela de LCD de 4,2 ou 8 polegadas – o tamanho varia de acordo com a configuração. Junto com a nova estética o modelo incorpora uma maior gama de cores para a carroceria. No total, são nove opções – duas variantes de azul, dois pratas, dois cinzas, vermelho, preto e branco.
Além de mais “moderninho”, o novo sedã também ficou mais equipado. Agora, a versão de entrada SE conta com rodas de liga leve de 17 polegadas, airbag duplo, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, assistente preventivo antiderrapagem, monitoramento de pressão dos pneus, assistência de frenagem de emergência, freios ABS e EBD, faróis de neblina, acendimento automático dos faróis, sensor de chuva, chave programável MyKey e sistema de conectividade Sync com AppLink acoplado à tela de 4,2 polegadas e assistência de emergência. Nesta configuração, o sedã custa R$ 77.900. O preço pode subir em R$ 2 mil com o pacote Plus, que adiciona rodas aro 17 exclusivas, airbags laterais, bancos em couro, borboletas para troca de marcha atrás do volante, controle de cruzeiro, limitador de velocidade e ar-condicionado de duas zonas.

Já na versão topo de linha, Titanium, o preço inicial está estipulado em R$ 87.900. Nesta variante, o carro tem o acréscimo de airbags de cortina, chave presencial, tela touch de 8 polegadas e outra multifuncional de LCD de 4,2 polegadas no centro do painel de instrumentos, GPS e sistema de som Premium Sound Sony com nove alto-falantes. Também conta com pacote extra Plus, que incorpora assistente de frenagem autônomo, faróis bi-xenon adaptativos, park-assist, banco do motorista com regulagem elétrica e teto solar. Para adquirir o Focus Fastback Titanium Plus, será necessário desembolsar R$ 96.900.
Se o visual, nome, e lista de equipamentos apresentaram alterações em relação ao modelo antigo, o conjunto mecânico se mantém o mesmo. Sob o capô, está o motor 2.0 Duratec flex com injeção direta de combustível. O propulsor é capaz de render 175/178 cv de potência e 21,5/22,5 kgfm de torque com gasolina/etanol. De acordo com a marca, a partir dos 2.750 rpm, já é possível desfrutar de 88% do torque do modelo. Junto com ele, interage a transmissão automatizada PowerShift de dupla embreagem e seis velocidades. Segundo a Ford, o motor sofreu ajustes e está 8,2% mais econômico quando abastecido com gasolina e 4,2% quando o tanque é preenchido por etanol.
Para atrair consumidores, a Ford oferece desconto de 15% na compra do zero quilômetro da versão renovada para proprietários do modelo anterior – tática já usada no Focus hatch. E outra atração é composta pelas revisões gratuitas até 30 mil km para as duas mil primeiras unidades comercializadas, além de planos de seguro diferenciado. Com tais medidas, a Ford pretende alavancar o número de vendas da variante de três volumes, que atualmente se encontra em um pouco edificante sexto lugar no segmento – atrás do Toyota Corola, Honda Civic, Nissan Sentra, Chevrolet Cruze e Volkswagen Jetta, respectivamente.

Mistura fina
Gramado/RS – A variante três volumes do Focus ficou mais bonita e com um tempero jovial, principalmente na configuração Titanium Plus. O novo modelo acrescentou ao estilo conservador do sedã um certo tempero despojado, com sua frente mais “agressiva”, com o “bocão” composto por frisos cromados. Ao entrar na cabine, é possível notar o bom acabamento, com materiais que aparentam boa qualidade misturados a plásticos “soft-touch”. No centro do painel encontra-se a central multimídia de 8 polegadas, bem útil e versártil, que ajudou a eliminar diversos botões, facilitando a interatividade e manuseio das funções do carro. A posição de dirigir é facilmente encontrada devido aos ajustes elétricos do banco. Motorista e carona dispõem de bom espaço. Já os ocupantes traseiros sofrem um pouco com o caimento do teto, onde dois indivíduos de menos de 1,80 metros viajam confortavelmente. Pessoas com maior estatura ou a introdução de um terceiro passageiro no banco de trás pode gerar certo incômodo.

Ao acionar o botão Start e pisar no acelerador, o Focus Fastback logo demonstra certa agilidade. Durante o percurso na serra, o câmbio automatizado de dupla embreagem e seis velocidades demonstra bom entrosamento com o propulsor 2.0 litros de 21,5/22,5 kgfm de torque e 175/178 cv de potência com gasolina/etanol. O sedã não demora muito para responder às pisadas no acelerador. As trocas de marchas feitas de modo manual no volante são simples e “macias”, e em momento algum apresentaram soluços.
Durante o trajeto, o novo Focus Fastback se saiu bem nas curvas, algumas sinuosas, nas subidas. A sensação é de que o carro está sempre na mão, até para realizar qualquer outra ação não relacionada a dirigir, com os comandos no volante, que possui boa pegada. Ao tirar a alavanca de câmbio do modo D, e passar para o S, o veículo trabalha em rotações um pouco mais elevadas e o condutor sente mais o desempenho do veículo. Há de se destacar que o isolamento acústico realmente está melhor, sem emitir qualquer ruído desagradável até os 4 mil rpm. De maneira geral, a renovada versão sedã do Focus representa bem a proposta da Ford, ao aliar funções de carro familiar com tempero de esportividade.

Ficha técnica
Ford Focus Fastback
Motor: A gasolina e etanol, dianteiro, transversal, 1.999 cm³, com quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro e duplo comando de válvulas variável. Acelerador eletrônico e injeção direta de combustível.
Transmissão: Câmbio automático de dupla embreagem com seis marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira. Oferece controle eletrônico de tração.
Potência máxima: 175 cv com gasolina e 178 cv com etanol a 6.500 rpm.
Torque máximo: 21,5 kgfm com gasolina e 22,5 kgfm com etanol a 4.500 rpm.
Diâmetro e curso: 87,5 mm x 83,1 mm. Taxa de compressão: 12,0:1.
Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, com molas helicoidais, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora. Traseira do tipo multilink, com molas helicoidais e amortecedores hidráulicos. Oferece controle eletrônico de estabilidade.
Pneus: 205/55 R16 ou 215/50 R17.
Freios: Discos na frente e atrás. Oferece ABS com EBD.
Carroceria: Sedã em monobloco, com quatro portas e cinco lugares. 4,54 metros de comprimento, 2,01 m de largura, 1,47 m de altura e 2,65 m de entre-eixos. Oferece airbags frontais de série.
Peso: Versão SE 2.0 AT: 1.396 kg. Versão Titanium: 1.414 kg.
Capacidade do porta-malas: 421 litros.
Produção: General Pacheco, Argentina.
Itens de série:
SE: rodas de liga leve aro 17, duplo airbag, sistema Advance Trac (controle de estabilidade, tração e curvas, assistente de partida em rampa, assistente preventivo antiderrapagem, monitoramento de pressão dos pneus e assistência de frenagem de emergência), freio a disco nas quatro rodas com ABS e EBD, faróis de neblina, acendimento automático dos faróis, espelho retrovisor eletrocrômico, sensor de chuva, chave programável MyKey e sistema de conectividade SYNC com AppLink e Assistência de Emergência. Preço: R$ 77.900.
SE Plus: acrescenta rodas de liga leve aro 17 exclusivas, quatro airbags (frontais e laterais), bancos revestidos em couro, sensor de estacionamento traseiro, “Paddle Shift”, controle de velocidade de cruzeiro, limitador de velocidade e ar-condicionado de dupla zona. Preço: R$ 79.900.
Titanium: rodas de liga leve 17” exclusivas, seis airbags (frontais, laterais e de cortina), chave com sensor de presença para acesso inteligente e botão de partida Ford Power, sistema de conectividade SYNC MyFord Touch com tela sensível ao toque de 8”, tela multifuncional colorida de 4,2” no painel de instrumentos, sistema de navegação e Premium Sound Sony com nove alto-falantes. Preço: R$ 87.900.
Titanium Plus: assistente de frenagem autônomo, faróis bi-xenon adaptativos, sistema de estacionamento automático em vagas paralelas e perpendiculares, sensor de estacionamento dianteiro, espelhos com rebatimento elétrico, banco do motorista com ajuste elétrico e teto solar. Preço: R$ 96.900.

TEXTO: Raffaele Grosso
FONTE: Auto Pres / Motor Dream

Comments are closed.