Carro voador chinês pode ser o primeiro a ser comercializado normalmente
6 de outubro de 2018 – 16:34 | Comentários desativados

A corrida em busca de produzir o primeiro carro voador comercialmente viável pode estar perto de ter um vencedor: é a Terrafugia, uma empresa chinesa que já desenvolve seu veículo com asas chamado Transition há …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Mercado

Renault Kwid é o novo compacto de entrada da marca francesa na Índia

Submitted by on 20 de maio de 2015 – 10:48No Comment

01

O novo compacto de entrada da Renault na Índia é chamado de Kwid. O nome é o mesmo de um conceito em estilo crossover apresentado há algum tempo, colocando por terra a designação “Kayou”, que surgiu não oficialmente na internet. O modelo chega ao mercado local custando entre UIS$ 4.700 e US$ 6.275.

Com 3,68 m de comprimento e 1,58 m de largura, o Renault Kwid tem como destaque a suspensão elevada com 180 mm de distância para o solo. Construído sobre a plataforma modular CMF-A, o compacto apresenta um visual simples, funcional e robusto.

Na frente, o Kwid possui dois faróis simples com piscas separados, grade atendendo ao estilo atual da Renault e para-choques robustos com faróis de neblina. Nas laterais, chama atenção os repetidores de direção nas saias de rodas dianteiras, que possuem acabamento em plástico preto, enquanto as portas apresentam protetores laterais.

Maçanetas e retrovisores são pretos, indicando claramente proposta de redução de custos. As rodas de aço com calotas têm somente três parafusos. Na traseira, o Renault Kwid as colunas C são reforçadas e as lanternas têm formato compacto. O para-choque em sua maior parte é preto.

Por dentro, o ambiente do Renault Kwid é simples e prático, tendo difusores retangulares e circulares que se fecham, volante de três raios sem comandos remotos, multimídia similar à dos Sandero e Logan, ar condicionado e vidros elétricos dianteiros acionados no painel, outra medida de redução de custos.

O visual interno é monocromático, exceto dos bancos, com apliques vermelhos. Há muitos plásticos e tecidos de baixo custo. O quadro de instrumentos é digital e conta apenas com o necessário. Sob o capô, o Renault Kwid vem com um novo três cilindros 0.8 com câmbio manual de cinco marchas.

A Renault diz que o Kwid é internacional e será vendido em outros países. A Europa é um dos alvos, já que é relatado que a Dacia o venderá, especialmente no leste europeu. A fabricação deve ser feita no Marrocos ou Argélia. Aqui, ele cai como uma luva equipado com motor 1.0 de três cilindros da Nissan, substituindo o velho e depenado Clio. A questão é a plataforma, que vai exigir um investimento maior do fabricante.

Fonte : Notícias Automotivas

Comments are closed.