Nissan planeja ofensiva ‘verde’ com Leaf e produção de híbridos no Brasil
22 de agosto de 2018 – 15:44 | Comentários desativados

Enquanto prepara mais versões da Frontier, agora produzida na Argentina, e a nova geração do March para os próximos anos, a Nissan quer incluir o Brasil na onda dos veículos elétricos e híbridos, que consomem …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Mercado

Quais habilidades serão mais procuradas no futuro?

Submitted by on 10 de julho de 2018 – 15:48No Comment

quais-habilidades-serao-mais-procuradas-no-futuro

A automação está cada vez mais próxima no local de trabalho. Nas próximas décadas, milhões de profissões serão automatizadas e muitas novas surgirão. Para aqueles que estão começando a procurar emprego ou acabaram de ser inseridos no mercado, a principal preocupação é quais serão as habilidades mais procuradas no futuro.

Em um estudo realizado na prestigiada Universidade de Oxford, os pesquisadores especializados em automação Carl Frey e Michael Osbourne analisaram aproximadamente 700 profissões consideradas de “colarinho branco” para descobrir quais provavelmente seriam automatizadas nos próximos anos.
“Nenhuma indústria ou ocupação é imune à automação. No passado, isso estava restrito a atividades repetitivas. Agora, há um imenso volume de dados sendo gerados. A tecnologia de computação se sofisticou. Equipamentos eletrônicos usados na robótica estão melhores e mais baratos”, disse Frey em uma entrevista. “Isso permite identificar padrões e automatizar atividades não repetitivas, como fazer uma tradução ou dirigir um carro, coisas que não acreditávamos que podíamos automatizar há uma década” completou o pesquisador.

De acordo com os cálculos dos pesquisados, as profissões que possuem a maior possibilidade de automação no curto prazo são, respectivamente, agente de crédito (98,36%), analistas de crédito (97,85%) e corretores de imóveis (97,29%). Outras profissões com grande chance de serem automatizadas são gerente de remuneração e benefícios (95,57%), atendente em agências de correios (95,41%) e operador de usina nuclear (94,68%).

Funções relacionadas ao transporte, serviços e vendas por telefone também apresentam um alto índice de automação. Esta última, inclusive, já é objeto da mira do Google, que apresentou uma assistente capaz de fazer reservas por telefone em restaurantes e salões de beleza.

Entretanto, existem algumas profissões que dificilmente serão automatizadas. De acordo com os pesquisadores, aquelas que necessitam de um alto grau de inteligência emocional e originalidade são as que possuem a menor possibilidade de automação.

Em suma, as habilidades mais procuradas no futuro serão aquelas que as provavelmente máquinas não conseguirão desempenhar corretamente: aquelas que envolvem a solução de problemas complexos aliadas a muita criatividade e desenvoltura interpessoal. As máquinas estão melhorando em aspectos do pensamento crítico e resolução de problemas, mas os seres humanos ainda são os maiores especialistas em se conectar, interpretar e imaginar conceitos em um mundo repleto de ambiguidades e nuances. Por exemplo, um gerente é o único capaz de montar uma equipe que realmente explore todas as habilidades dos membros. Depois. Ele pode solucionar quaisquer conflitos que eventualmente surjam entre eles.

Independente da forma, é importante focar e melhorar estas habilidades para que seja mais fácil se inserir ou permanecer nesse mercado de trabalho que está em constante crescimento durante as próximas décadas.

O poker tem um lado analítico e um lado pessoal. Ele pode ser uma ótima maneira de desenvolver e praticar regularmente essas habilidades. Esse esporte mental foi a chave por trás do sucesso de um concorrente em um popular programa de TV. Na ocasião, o poker o ajudou a escolher o curso certo de ação durante todo o processo.

Outra maneira de preparação reside em realizar cursos específicos para o desenvolvimento de habilidades sociais. Neles, é possível aprender a desenvolver competências importantes como comunicação, trabalho em equipe, adaptação e resolução criativa de problemas, que são conhecidas no mercado como soft skills.

Durante as próximas décadas, ocorrerá uma revolução na automação do mercado de trabalho. Felizmente, ela será realizada de maneira gradual e possibilitará que os profissionais se adaptem e desenvolvam as habilidades necessárias: basta apenas que eles se mantenham atualizados e atentos às tendências.

Texto: redação

Fonte: novomomento.com.br

Portal Rodão

Comments are closed.