Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 – só ele quer ter grade de radiador
13 de setembro de 2019 – 14:45 | Comentários desativados em Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 – só ele quer ter grade de radiador

Estande da BMW no Salão de Frankfurt dá spoilers sobre as novas gerações do Série 4, além de novidades para o nicho dos SUV-cupê e um novo carro elétrico.
Uma das atrações da BMW  no Salão …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Indústria

Produção de veículos cai 22,4% em agosto em relação a 2013, diz Anfavea

Submitted by on 5 de setembro de 2014 – 11:04No Comment

11

A indústria brasileira de veículos registrou queda de 22,4% na produção em agosto sobre igual período do ano passado, a 265,9 mil unidades, segundo dados associação que representa o setor, Anfavea, divulgados nesta quinta-feira (4).

No acumulado dos oito primeiros meses do ano, a produção chegou a 2,1 milhões de veículos, o que significa um recuo de 18% na comparação anual.

Segundo a Anfavea, as vendas de veículos novos no Brasil em agosto caíram 17,2% sobre o mesmo mês de 2013, para 272,5 mil unidades.

O declínio na produção de automóveis tem como pano de fundo um cenário de demanda mais fraca no mercado interno, com seletividade dos bancos em aprovar financiamentos, e com as montadoras seguindo pressionadas por estoques elevados.

Exportações

As exportações da indústria também vêm sendo atingidas: em agosto, houve queda de 50,6% sobre um ano antes, enquanto no acumulado do ano o recuo chega a 38,1%, com 235,4 mil veículos exportados, informou a Anfavea.

O economista Fabio Silveira disse à GloboNews que o endividamento das famílias, a estagnação dos salários e do crédito impedem a alta da produção. “Mais um fator negativo, a Argentina, que é o destino de boa parte da produção automobilística, passa por uma recessão.”

Emprego

O número de trabalhadores do setor também caiu, apresentando os piores resultados desde maio de 2012. Em agosto, eram 148.892 pessoas empregadas na indústria, contra 150.295 em julho (queda de 0,9%) e 157.641 empregados em agosto de 2013. Nesse período, a retração foi de 5,5%.

Expectativas

Para o presidente da entidade, Luiz Moan, a situação no segundo semestre deverá ser “muito melhor” que na primeira metade do ano. A jornalistas, ele afirmou que a reação da rede bancária à facilitação do crédito só foi sentida na última semana de agosto, mas essa é uma tendência que deverá ajudar a indústria daqui para frente.

A Anfavea manteve as expectativas para o ano, que tinham sido reduzidas em julho, para projetar recuo de 10% na produção, declínio de 5,4% nas vendas no mercado interno e queda de 29,1% nas exportações.

Fonte: G1, com Reuters
Foto: Reprodução/ GloboNews

Comments are closed.