Carro voador chinês pode ser o primeiro a ser comercializado normalmente
6 de outubro de 2018 – 16:34 | Comentários desativados

A corrida em busca de produzir o primeiro carro voador comercialmente viável pode estar perto de ter um vencedor: é a Terrafugia, uma empresa chinesa que já desenvolve seu veículo com asas chamado Transition há …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Motos

O lado negro da Harley-Davidson Road King Special

Submitted by on 7 de outubro de 2018 – 10:29No Comment

HARLEY-DAVIDSON

O especial da Harley-Davidson Road King Special é o seu belo visual dark

O nome é Special. Harley-Davidson Road King Special. Mas o que ela tem de especial? A Road King Classic é uma motocicleta tradicional, com muitos cromados, pára-brisa e alforjes de couro, uma soft bagger. Mecanicamente, a Road King Special é a mesma motocicleta, porém com um visual bem dark, sem cromados e com muita pintura fosca. É o lado negro do legado Harley.

Como já pudemos notar, há alguns poucos anos a marca americana vem ousando no estilo de suas motocicletas, quebrando paradigmas até então bastante arraigados entre os fãs da marca. Mas os resultados têm sido bastante positivos, fazendo com que cada vez mais surjam novos admiradores. Assim como foi feito com a Harley-Davidson Heritage, que neste ano teve apenas uma versão quase sem cromados, a clássica Road King entrou para o time das motocicletas dark.

Nada de faixas brancas nos pneus, que na Classic estão montados em rodas raiadas cromadas de 18 polegadas na frente e atrás: a Special tem rodas turbine pretas de alumínio, 19 polegadas na frente e 18 atrás. Bem, pelo menos não é tão radical quanto à roda dianteira de 21 polegadas da CVO Road Glide de dois meses atrás.

Diferenças entre as Harley-Davidson

Muitas diferenças, é claro, entre a Road King e a Road Glide , a maioria delas mecânicas. A Special tem o comportado motor Milwaukee Eight 107, enquanto a Glide tem o top dos motores Harley, o Milwaukee Eight 117. Mas a maior diferença é a não utilização da enorme carenagem fixa, já que a Road King tem o belo farol tradicional redondo à mostra, com a nacela preta. Por sinal todo o robusto garfo dianteiro é preto, na Classic, tudo é cromado e ainda há o para-brisa removível e o par de faróis auxiliares.

Como toda Harley-Davidson da família touring, a Road King Special é mais agradável na estrada do que na cidade. Isso devido ao seu peso, de 372 kg, mas, principalmente, pelas suspensões firmes que são características da marca. Por isso os temíveis buracos de nossas ruas exigem que se mantenha baixas velocidades em trechos urbanos. Da mesma forma, na estrada ela pede asfalto liso.

Para se adequar às condições da pilotagem, a suspensão traseira é facilmente ajustada manualmente, o que é sempre prudente providencial no caso de levar garupa e bagagem. E, se o banco do piloto é largo e confortável, o mesmo não se pode dizer para o garupa, já que seu “pedaço” de banco é inclinado para baixo e para trás. A bagagem pode ser levada nos práticos alforjes laterais rígidos, trancados com chave, mas um baú traseiro ajudaria muito tanto na capacidade de bagagem quanto no conforto do garupa.

Não preciso esconder minha preferência pelo visual tradicional das motocicletas em geral, por isso eu escolheria, sem pensar demais, a versão Classic da Harley-Davidson Road King. Além dos cromados e das faixas brancas, ela tem a tão bela lanterna traseira convencional, que só perde para a lanterna traseira capelinha da De Luxe. A Road King Special não tem lanterna traseira, as luzes de posição estão incorporadas aos piscas. Para mim, parece que “falta” alguma coisa importante lá.

A Harley-Davidson Road King Special custa R$ 80.980, na cor preto brilhante, e R$ 81,530 na cor cinza fosco. No site da Harley há ainda uma versão na cor verde metálico. Para comparação, a Road King Classic custa R$ 78.480 na cor preta, R$ 79.030 na cor branca e R$ 79.730 em dois tons, marrom e prata.

Texto: Gabriel Marazzi

Fone:  Carros IG

Portal Rodão

Comments are closed.