Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 Рsó ele quer ter grade de radiador
13 de setembro de 2019 Р14:45 | Comentários desativados em Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 Рsó ele quer ter grade de radiador

Estande da BMW no Sal√£o de Frankfurt d√° spoilers sobre as novas gera√ß√Ķes do S√©rie 4, al√©m de novidades para o nicho dos SUV-cup√™ e um novo carro el√©trico.
Uma das atra√ß√Ķes da BMW¬† no Sal√£o …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Novidades

Nova Ferrari California T – Tempos modernos

Submitted by on 24 de fevereiro de 2014 – 11:15No Comment

04

Na √ļltima vez que a Ferrari usou um motor turbo em seus modelos, o muro de Berlim ainda estava em p√©, a Uni√£o Sovi√©tica existia e o Brasil era governado por Jos√© Sarney. Corria o distante ano de 1987 quando a marca italiana lan√ßou a m√≠tica F40, com um V8 3.0 litros turbinado de 478 cv. O esportivo foi produzido at√© 1992 e, de l√° para c√°, a fabricante de Maranello passou a adotar propulsores naturalmente aspirados. Mas, com o avan√ßo das discuss√Ķes sobre emiss√£o de poluentes, os fabricantes de autom√≥veis tiveram de criar solu√ß√Ķes para atender a novos limites de emiss√£o de g√°s carb√īnico. Uma delas foi o downsizing ‚Äď que preconiza motores menores, mas capazes de entregar um bom desempenho. Foi o que a Ferrari adotou ao apresentar a nova gera√ß√£o da California. A marca italiana escolheu seu ve√≠culo de ‚Äúentrada‚ÄĚ para receber, 27 anos depois, um propulsor turbo. Com a pe√ßa veio o novo nome: California T. Justamente a grande atra√ß√£o da marca italiana no Sal√£o de Genebra, que abre as portas no dia 6 de mar√ßo.

Conhecida at√© ent√£o como Projeto 149M, a grande atra√ß√£o da California T √© expressa justamente pela letra T. Ela significa que o motor V8 4.3 litros aspirado deu lugar a um tamb√©m V8, mas de 3.8 litros com turbocompressor. O novo propulsor √© capaz de entregar potentes 560 cv a 7.500 rpm ‚Äď 70 cv a mais que o antigo modelo. O torque tamb√©m cresceu assustadoramente e pulou de 51,4 kgfm para 77 kgfm ‚Äď quase 50% de aumento. Gerenciado por uma transmiss√£o automatizada de sete rela√ß√Ķes e duas embreagens, a California T, de 1.625 kg distribu√≠dos em uma porcentagem de 47/53, cumpre o zero a 100 km/h em apenas 3,6 segundos ‚Äď 0,2 a menos que a antecessora. J√° a velocidade m√°xima chega a impressionantes 316 km/h.

A Ferrari usou toda sua ‚Äúexpertise‚ÄĚ na F√≥rmula 1, que voltou a adotar motores sobrealimentados em 2014. E, apesar de ser mais potente, a nova California T √© 15% mais eficiente e 20% menos poluente que o modelo anterior. Al√©m disso, o cup√™ convers√≠vel √© equipado com um sistema de controle de tra√ß√£o que permite acelera√ß√£o m√°xima nas curvas. Dinamicamente, o modelo ainda contar√° com respostas mais √°geis nas mudan√ßas de dire√ß√Ķes e os amortecedores responder√£o 50% mais r√°pido, reduzindo a rolagem na carroceria e traduzindo conforto para o condutor. Para frear o conjunto, a Ferrari instalou discos de carbono-cer√Ęmica.

Para os mais conservadores e adoradores de modelos aspirados, a marca promete que o V8 turbinado ter√° um comportamento sem nenhuma esp√©cie de ‚Äúlag‚ÄĚ entre uma acelerada mais vigorosa e a resposta do motor. A curva de torque tamb√©m crescer√° constantemente pela faixa de rota√ß√£o gra√ßas a um gerenciador que a marca instalou no ve√≠culo. Outra caracter√≠stica que a Ferrari fez quest√£o de enfatizar √© o som do propulsor. A fabricante classifica como a trilha sonora mais entusiasmante que qualquer outro motor turbo e o som envolvente durante as fases de admiss√£o e escape.

Al√©m da modifica√ß√£o debaixo do cap√ī, a Ferrari renovou o visual do modelo que surgiu em 2008. De acordo com a fabricante de Maranello, a California T teve os para-choques arredondados inspirados no cl√°ssico modelo 250 Testa Rossa dos anos 50. A dianteira mais musculosa conta com uma generosa ‚Äúboca‚ÄĚ acompanhada de duas tomadas de ar, que tamb√©m podem ser vistas no cap√ī e nas laterais. Os far√≥is, por sua vez, foram redesenhados e ganharam luzes de leds ‚Äď ficando parecidos com os da F12berlinetta. Atr√°s, o destaque fica por conta do difusor e as quatro sa√≠das de escape. Permaneceu intacta a capota retr√°til r√≠gida, onde a opera√ß√£o leva 14 segundos para abrir ou fechar.

No habit√°culo, a Ferrari caprichou. O revestimento interno √© todo em couro de alt√≠ssima qualidade e as sa√≠das de ar t√™m formato de h√©lices. Tamb√©m est√° presente um sistema multim√≠dia com tela sens√≠vel ao toque de 6,5 polegadas e alta resolu√ß√£o. O volante √© ‚Äúmultifuncional‚ÄĚ e recebe boa parte dos comandos vitais do carro, como bot√£o de partida, setas, farol alto, limpadores de para-brisa e o seletor do modo de condu√ß√£o.

Fonte: Raphael Panaro / Auto Press / MotorDream
Foto: Divulgação

Comments are closed.