F-150 Raptor SuperCrew vem ao Brasil mais barata
6 de fevereiro de 2018 – 10:20 | Comentários desativados

A versão SuperCrew da Ford F-150 Raptor é um monstro sobre rodas, trazendo ampla cabine de quatro portas e medindo 5,89 m de comprimento. O primeiro exemplar da linha 2018 com essa configuração acaba de …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Mercado

Nissan amplia alcance do Qashqai na América do Sul mas falta chegar ao Brasil

Submitted by on 2 de fevereiro de 2018 – 9:50No Comment

nissan-qashqai-2018-3

Sucesso na Europa, o Nissan Qashqai já está em sua segunda geração e vem conquistando mais espaço em outros mercados, desde Ásia à América Latina. Na região sul do continente, por exemplo, já está presente em quase todos os mercados, exceto Brasil e Argentina, já que acabou de chegar ao mercado colombiano. Na Venezuela, a marca japonesa não tem mais operação comercial.

No país vizinho, o Nissan Qashqai acaba de ser lançado com preços a partir de 78.490.000 de pesos colombianos ou pouco mais de R$ 89 mil. Com 4,37 m de comprimento, 1,80 m de largura, 1,59 m de altura e 2,64 m de entre-eixos, o crossover é um pouco maior que o Kicks, tendo 430 litros no porta-malas e suspensão traseira multilink.

Essa configuração é a mesma apresentada ao mercado americano, onde o Qashqai é chamado de Rogue Sport, pois seria uma alternativa menor ao Rogue, que chegará em breve ao mercado brasileiro como X-Trail. Com visual bem atraente, o utilitário esportivo ficou mais agressivo após nesta nova geração.

Mais espaçoso e completo que o Kicks, o Nissan Qashqai pode ser equipado com faróis full LED, luzes diurnas em LED, lanternas em LED, rodas de liga leve de 17 a 19 polegadas, teto solar panorâmico, multimídia com GPS e câmera de ré, controle dinâmico de chassi, frenagem automática de emergência, alerta de tráfego traseiro, farol alto automático, alerta de colisão, seis airbags, freio motor inteligente, entre outros.

Apesar de parte desse equipamento ser oferecido no Kicks, o Nissan Qashqai tem uma oferta maior e melhor, bem como oferece uma plataforma mais larga e evidentemente superior. Além disso, o conjunto propulsor oferece um desempenho mais consistente. Depois da Colômbia, apenas os dois maiores mercados da região continuam sem a oferta do produto. Por aqui, o Qashqai utilizaria a versão flex desse motor 2.0, reduzindo assim os custos com logística de peças e manutenção.

Como não há produção mexicana, a importação teria de ser feita direto do Japão, reforçando naturalmente o Qashqai como um intermediário entre Kicks e X-Trail, tendo preços acima de R$ 100 mil, batendo assim de frente com nacionais como Jeep Compass, Hyundai ix35 ou Mitsubishi ASX, por exemplo. Uma produção em Resende seria importante caso a demanda fosse muito boa, com possibilidade de abastecer a Argentina e até a região latina, incluindo o México.

Texto: Redação

Fonte: Noticias Automotivas

Rodão

Comments are closed.