Nissan planeja ofensiva ‘verde’ com Leaf e produção de híbridos no Brasil
22 de agosto de 2018 – 15:44 | Comentários desativados

Enquanto prepara mais versões da Frontier, agora produzida na Argentina, e a nova geração do March para os próximos anos, a Nissan quer incluir o Brasil na onda dos veículos elétricos e híbridos, que consomem …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Campeonatos

Nelsinho Piquet dará a volta ao mundo em 15 dias de competição

Submitted by on 2 de setembro de 2014 – 10:47No Comment

02

O piloto brasileiro Nelsinho Piquet vai disputar quatro corridas por três categorias diferentes em três continentes diferentes nas próximas semanas. Ele vai percorrer nada menos do que 26.092 km para correr no Blancpain Sprint Series (GT), a nova Fórmula E e Global Rallycross Championship.

“Sempre digo que não tem lugar melhor para um piloto que acelerando dentro de um carro de corrida. Com mais de 20 anos nas pistas, me orgulho por ter competido em diversas categorias. É a realização do sonho de ser piloto de competição”, disse Piquet.

Ele embarca para Portugal. Neste final de semana, Nelsinho reassume o volante do BMW Z4 #30 em parceria com o gaúcho Matheus Stumpf. Eles competem pelo BMW Team Brasil a quinta etapa do Blancpain Sprint Series no Autódromo Internacional do Algarve, no sul do país lusitano.

Depois, Piquet parte para a Ásia. A capital chinesa é a casa do Team China, escuderia que o piloto representará na Fórmula E. “Sem dúvida será especial disputar a primeira corrida da história da categoria com carros 100% elétricos. Meu companheiro de equipe na Fórmula E é chinês e espero um belo show”, disse.

Saindo da metrópole chinesa, Piquet retorna aos Estados Unidos diretamente para a Califórnia. Nos dias 19 e 20 estão programadas duas etapas do Global Rallycross Championship em Los Angeles. O brasiliense lidera o campeonato por 40 pontos de vantagem e sabe que a rodada dupla será fundamental em suas ambição pelo título.

“São três categorias completamente distintas, todas elas com grande apelo. Claro que será cansativo em termos dos deslocamentos, mas a sensação que tenho é a de ser um privilegiado por poder guiar uma máquina de GT na Europa por um time 100% brasileiro, fazer parte de uma corrida histórica na China e depois lutar pela minha primeira vitória acelerando um carro 4×4 em superfícies diferentes no rallycross”, encerrou.

Fonte: Amigos da Velocidade

Comments are closed.