F-150 Raptor SuperCrew vem ao Brasil mais barata
6 de fevereiro de 2018 – 10:20 | Comentários desativados

A versão SuperCrew da Ford F-150 Raptor é um monstro sobre rodas, trazendo ampla cabine de quatro portas e medindo 5,89 m de comprimento. O primeiro exemplar da linha 2018 com essa configuração acaba de …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Campeonatos

NASCAR: Nelsinho Piquet lamenta escolhas erradas de 2013

Submitted by on 18 de fevereiro de 2014 – 11:19No Comment

07

Nelsinho Piquet entra em 2014 com um foco diferente. Se ele, no ano passado teve um ano completo na Nationwide Series, da NASCAR, neste ano, ele não fará a temporada toda e ele admite que pode olhar para outras possibilidades.

O 12º posto final no certame, com 861 pontos não foi o resultado dos sonhos para o primeiro brasileiro a vencer em uma das categorias da NASCAR (2012 em Road America) e com isso, ele volta suas atenções para o Global Rally Cross e outras categorias, conforme disse na noite desta segunda-feira (17) em uma sorveteria na zona sul da capital paulista.

“Meu foco no momento vai ser dar uma explorada. É difícil vender 35 corridas na NASCAR não sendo americano, não tendo transmissão de televisão direito aqui no Brasil, fica complicado viabilizar. Por enquanto vou tentar experimentar várias coisas”, disse Piquet, que credita esta mudança de pensamento ao extenso calendário da categoria norte-americana.

“A NASCAR está sofrendo um pouco, como todas categorias do mundo, por causa da economia, mas está tendo dificuldade em dar uma evoluída. Eles têm aquele padrão antigo deles, medo de tecnologia, não querem mudar muito. Realmente funciona para o americano, o cara que nasceu e cresceu lá, mas é um pouco difícil para mim. Não poderia fazer mais nada. Fazer a mesma coisa pelos próximos 10, 15 anos, não seria algo que me vejo fazendo”, comentou.

Piquet ainda lamentou as escolhas do ano passado, que levaram a um ano discreto.

“Não é que eu esteja desistindo, mas pode ser que ano que vem apareça um patrocinador que queira que eu faça a temporada toda. Fiquei um pouco frustrado por ter escolhido a equipe errada, de ter tomado a decisão em cima da hora de ir para a Nationwide quando era para fazer mais um ano na Truck Series, só que a Worx (empresa que patrocinou a Turner Scott em 2013) queria fazer uma temporada completa na Nationwide ou então seria fazer 75% da Truck e teria que correr atrás do restante”, concluiu.

Fonte: Sandro Varela / Amigos da Velocidade

Comments are closed.