Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 – só ele quer ter grade de radiador
13 de setembro de 2019 – 14:45 | Comentários desativados em Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 – só ele quer ter grade de radiador

Estande da BMW no Salão de Frankfurt dá spoilers sobre as novas gerações do Série 4, além de novidades para o nicho dos SUV-cupê e um novo carro elétrico.
Uma das atrações da BMW  no Salão …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Stock Car

“Não falta piloto”: Barrichello vê Stock Car como símbolo de tentativa de fortalecer automobilismo no Brasil

Submitted by on 24 de abril de 2019 – 14:49No Comment

Há duas temporadas sem piloto na F1, o Brasil parece passar por uma crise de formação de pilotos no automobilismo. Isso se explica porque boa parte do público não tão fiel ao esporte a motor costuma acompanhar apenas a categoria mais famosa, e não as restantes.

Mas não é bem assim: há bons nomes em diversas categorias pelo mundo e, até mesmo, no próprio Brasil. A Stock Car abriu 2019 no Velopark com um grid de alto nível, com vários entre os 28 pilotos que alinharam no grid com resultados expressivos dentro do país e também pelo mundo.

Para Rubens Barrichello, um desses nomes que dão notoriedade à Stock Car, a categoria pode ser o símbolo dessa tentativa de fortalecer o automobilismo no Brasil. Foi o que ele analisou em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO.

“(Existe) A tentativa de mudar o automobilismo brasileiro, para que a gente tenha um brasileiro no automobilismo internacional, o sonho continua existindo. Porque falta de piloto a gente não tem”, disse.

“O Gaetano (Di Mauro, que estreia como titular na Stock Car em 2019 e, na abertura, já se classificou entre os seis primeiros) é um dos exemplos. Então eu acho que é o momento para se repensar e mover para a frente”, seguiu.

Para Barrichello, a categoria brasileira é reconhecida fora do país e segue como possível ‘plano A’ de carreira para pilotos: “A Stock Car era um sonho para mim, também. Eu na F1 já sonhava em guiar na Stock Car.”

“Então a Stock Car é muito legal, ela sempre foi muito difundida. Quando a gente vai em corrida de DTM (outra categoria de Turismo) as pessoas falam da Stock Car. É muito legal ver que a gente está com esse carinho pelo mundo afora”.

Por fim, ele sabe que, para ela se popularizar, pode ser ‘questão de gosto’: “Teve gente que acabou saindo, gente entrando. Tem gosto, no sentido de que algumas pessoas gostam, outras não gostam.”

“E cada hora tentando melhorar mais. Depois de tudo que aconteceu, da gente não estar com um piloto na F1, acho que houve uma reorganização muito legal”, finalizou Barrichello.

A Stock Car volta no final de semana dos dias 3 e 4 de maio, para a segunda etapa da temporada, no Velo Città, em Mogi Guaçu.

Texto: Felipe Noronha

Fonte: Grande Prêmio

Portal Rodão

Comments are closed.