Carro elétrico: da utopia a um milhão de unidades vendidas
4 de dezembro de 2017 – 8:50 | Comentários desativados

Um dado muito relevante foi divulgado no fim de semana passado pela Focus2move, empresa especializada na coleta de dados sobre o mercado automotivo mundial. Os carros com propulsão elétrica irão superar o volume global de …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Mercado

Montadoras citam ‘banho de sangue’ e param de vender carros na Rússia

Submitted by on 19 de dezembro de 2014 – 10:36No Comment

05

Nissan, Renault, GM, Jaguar Land Rover, Audi e BMW são algumas das montadoras que já pararam de enviar modelos à Rússia, por causa da crise que fez a moeda local (rublo) perder quase 50% do seu valor em 2014.
“A notícia ruim é que o mercado está encolhendo. É ruim para todo mundo. Quando o rublo afunda é um ‘banho de sangue’ para todos. É tinta vermelha, pessoas estão perdendo dinheiro, todas as montadoras estão perdendo dinheiro”, afirmou nesta sexta-feira (19) Carlos Ghosn, presidente da aliança Renault-Nissan.

O executivo esclareceu que a Nissan suspendeu o envio de alguns modelos, mas vai honrar todos os pedidos já feitos até agora. “Até podermos ver para onde esta situação vai nos levar não vamos mais aceitar pedidos”, explicou.

Praticamente todas as fabricantes já elevaram os preços na Rússia, principalmente dos modelos com maior grau de componentes importados. A GM, dona das marcas Cadillac, Opel e Chevrolet, parou de mandar unidades às concessionárias russas no último dia 16, cumprindo apenas o contratos já fechados.

“Tendo em vista a volatilidade do rublo e com o objetivo de controlar o risco, a GM Rússia decidiu suspender temporariamente a venda de veículos aos distribuidores”, afirmou em nota a divisão europeia da GM.
A Jaguar Land Rover também interrompeu as vendas na última terça-feira e afirmou que reavaliaria a situação hoje.

A Audi afirmou que está adiando as entregas e deve elevar os preços, enquanto a BMW disse que está redirecionando a produção para outros mercados, desde o início do declínio do mercado russo no primeiro semestre.

De acordo com a Reuters, carros comprados a preços mínimos na Rússia são levados a países vizinhos como o Cazaquistão, onde podem ser negociados com um bom lucro. Até as empresas conseguirem ajustar os preços, o “esquema” também vale para os moradores dos demais países da região, que estão invadindo a Rússia atrás de veículos, eletrônicos e roupas.

Crise
A moeda russa vem sendo pressionada, principalmente, pela acentuada queda nos preços do petróleo – principal fonte de recursos de Moscou – e pelas sanções ocidentais impostas ao país por conta da atuação do governo de Vladimir Putin na Ucrânia. Entenda a crise na Rússia.

De acordo com a consultoria Jato Dynamics, o mercado russo de automóveis encolheu 12,8% no acumulado de janeiro a outubro deste ano. Com isso, a Rússia foi ultrapassada pela Grã-Bretanha e é atualmente o 8º maior país em vendas de carros. O Brasil é o quinto, mesmo com queda de 8,7% no período.

Fonte: G1, com informações da Reuters
Foto: REUTERS/Stringer

Comments are closed.