Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 – só ele quer ter grade de radiador
13 de setembro de 2019 – 14:45 | Comentários desativados em Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 – só ele quer ter grade de radiador

Estande da BMW no Salão de Frankfurt dá spoilers sobre as novas gerações do Série 4, além de novidades para o nicho dos SUV-cupê e um novo carro elétrico.
Uma das atrações da BMW  no Salão …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » F1

Michael Schumacher apresenta melhora e já respira sem a ajuda de aparelhos

Submitted by on 19 de dezembro de 2018 – 12:27No Comment

De acordo com o jornal britânico ‘Daily Mail’, o piloto alemão Michael Schumacher, que sofreu um traumatismo craniano enquanto esquiava nos Alpes Franceses em 2013, teve uma melhora em seu quadro de saúde que até então era mantido em sigilo. Schumacher não está mais em coma e também não respira por aparelhos.

No entanto, o ídolo mundial da Fórmula 1 ainda precisa de cuidados intensivos que custam cerca de 50 mil libras por semana.

Segundo informações divulgadas na imprensa internacional, a família e amigos tentam resguardar ao máximo a privacidade de Michael e sua esposa Corinna. No entanto, no início deste ano, parentes do piloto falaram com a revista francesa ‘Paris Match’ e relataram que, “quando colocamos na cadeira de rodas de frente para as montanhas e para o lago, por vezes o Michael chora”.

O chefe de Schumacher na Ferrari, Jean Todt, revelou que assistiu o GP do Brasil de Fórmula 1 ao lado do alemão. “Eu sou sempre cauteloso quando digo alguma coisa, mas é verdade que eu vi o Grande Prêmio do Brasil de 2018 na Suíça com Michael Schumacher “, revelou.

O acidente

O piloto heptacampeão de F1, Michael Schumacher, se acidentou no dia 29 de dezembro de 2013, enquanto esquiava em Méribel, região dos Alpes Franceses. O alemão bateu com a cabeça em uma pedra e sofreu um grave traumatismo craniano. Ele foi resgatado de helicóptero e levado com urgência para o centro médico de Moutier. Em seguida, foi encaminhado ao Hospital de Grenoble, onde seria submetido a cirurgia no cérebro e permaneceria em coma por vários meses.

Texto: Lívia Barbosa

Fonte: Jornal Opção

Portal Rodão

Comments are closed.