Toyota Yaris sedã começa a chegar às concessionárias
12 de julho de 2018 – 8:51 | Comentários desativados

 Configuração sedã do Yaris começou a ser fabricada na semana passada e já chegou a concessionárias da marca no país
O Toyota Yaris sedã já começou a chegar às concessionárias da marca, de acordo com informações …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » F1

Massa diz que em três anos vai se aposentar da F1

Submitted by on 26 de setembro de 2014 – 10:53No Comment

02

Felipe Massa conversou nesta quinta-feira com o site Crash.net e lembrou como estava sua situação há um ano atrás, quando soube que estava fora da Ferrari no fim de 2013 e que estava buscando um lugar para seguir na F1.

Pouco antes da virada do ano, o brasileiro chegou a um acordo com a Williams, time que defende em 2014 e que seguirá em 2015.

“A essa altura, no ano passado, eu não tinha um assento para correr em 2014. Eu não estava nem conversando com a Williams. Na verdade, eu soube nesta corrida (em Cingapura) que talvez a Williams estivesse interessada em conversar comigo. Então, depois desta corrida, comecei a trabalhar as coisas com eles. Mas antes desta corrida, eu não tinha um assento. Eu não estava nem motivado a continuar se não tivesse uma equipe que me deixasse feliz e me desse um carro para ser competitivo, uma equipe na qual eu visse melhorias”, declarou.

O piloto festejou o entendimento com o time de Frank Williams, onde obteve uma pole, na Áustria e um pódio, na Itália.

“Eu não estava em uma boa condição nesta época no ano passado. É incrível ver o que aconteceu e a equipe que eu escolhi, uma equipe que me quer. Tudo deu certo de uma maneira perfeita. Escolhi uma equipe que era uma das piores no ano passado e que é uma das melhores neste ano. Ainda há muito a melhorar, muito para fazer melhor e muito para tornar o time mais completo também. Estou feliz, motivado, aproveitando o momento”, comentou.

Sobre a Ferrari, ele destaca que o time de Maranello é excessivamente político e que sente mais prazer em atuar pelo time de Grove.

“A Ferrari é muito política. Tudo na Ferrari é difícil. Se você vence, há muita pressão, e se não vence, há mais ainda. Há mais pressão sobre tudo, e acho que esta é a principal diferença entre Ferrari e Williams. Aqui, tudo é mais relaxado. Às vezes, coloco pressão para tentar ver se as coisas podem ser melhores mais rapidamente e se podem evoluir”, destacou.

Por fim, Massa garante que a Williams será sua última equipe na F1 e que em dois ou três anos deve pendurar o capacete.

“Eu não sei por quanto tempo vou permanecer aqui, então acho que a Williams pode ser minha última equipe. Acho que será minha última equipe. Não sei quando isso, o momento de parar, chegará, mas certamente sou um homem feliz e quero correr (na Fórmula 1) enquanto eu estiver em alto nível. Espero continuar por outros dois ou três anos, ou talvez mais, não sei. Não estou pensando muito à frente. Estou aproveitando o momento e espero conseguir ainda aproveitar por dois ou três anos. Talvez então chegue o momento”, concluiu.

Fonte: Amigos da Velocidade

Comments are closed.