Confira as novidades apresentadas no Salão Duas Rodas
20 de novembro de 2017 – 13:49 | Comentários desativados

As principais empresas do setor de motos do Brasil apresentaram suas novidades para 2018 no Salão Duas Rodas, em São Paulo. Mesmo em um mercado que ainda sente os efeitos da crise econômica, foi possível …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Campeonatos

Lorenzo: “Márquez coloca os outros pilotos em risco”

Submitted by on 3 de outubro de 2013 – 9:51No Comment

04

Marc Márquez não tem feito muitos amigos na MotoGP nesta sua temporada de estreia. Líder do Mundial, o espanhol já se envolveu em alguns toques e acidentes que irritaram seus adversários mais próximos.

Em Jerez, ele empurrou Jorge Lorenzo na curva final da prova para fazer uma ultrapassagem. Na etapa do último final de semana, em Aragão, ele tocou na traseira da moto de Dani Pedrosa, o que provocou uma pane no controle de tração do companheiro, que caiu metros depois.

Assim como Pedrosa fez após a corrida, Lorenzo criticou a postura agressiva de Márquez e afirmou que seu estilo está colocando os outros pilotos em situações perigosas, cobrando alguma punição mais dura ao jovem espanhol.

“O erro [em Aragão] não foi tão sério quanto outros, mas se você juntar tudo, então eu diria que ele é muito agressivo e coloca ele e outros pilotos em risco”, declarou o bicampeão ao jornal italiano “Gazzetta dello Sport”. “O acidente foi uma infelicidade, mas não é a primeira vez que Marc quase bate nele [Pedrosa]. Não aconteceu em Montmeló, Misano, Aragão… Obviamente, ele [Pedrosa] está nervoso”, continuou.

Lorenzo ainda lembrou que em 2005 ele foi suspenso em uma proa após uma série de acidentes, o que o fez repensar o seu modo de pilotar. Ele acredita que os comissários da MotoGP deveriam ser mais rígidos com as punições, dando exemplos da F1 e até do futebol.

“Em 2005 eu bati duas vezes em [Alex] de Angelis e fui suspenso por uma prova. Desde então minha mentalidade mudou. Eu penso mais para fazer as coisas. Minhas ideias são muito claras: nosso esporte é o mais perigoso e já batemos no limite. Se você briga com outros outros pilotos que são agressivos demais, a direção de prova deveria ajudar a diminuir os riscos, mas isso não acontece.”

“Na F1, assim que você bate em alguém, você é severamente punido. No futebol, também, tem mais proteção, se você faz uma falta dura, recebe um cartão vermelho. Estamos a anos-luz disso nas motos. A direção de prova não impõe as punições que eu gostaria, e se isso não mudar, então mais pilotos irão pilotar de forma mais agressiva”, concluiu.

Fonte: Lucas Santochi / Tazio
Foto: MotoGP

Comments are closed.