Cotada para o Brasil, Opel prepara 8 novidades até 2020
16 de outubro de 2018 – 11:19 | Comentários desativados

Alemã prepara os sucessores do Corsa e do Mokka X e também na eletrificação da gama
Empresa que atua de uma forma muito transparente na hora de comunicar suas estratégias, algo raramente visto no setor, a …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Salão

Limusine rosa, ‘caveirão’… carro exótico é alugado por até R$ 6 mil

Submitted by on 21 de novembro de 2014 – 10:32No Comment

03

O seu sonho é andar pelas ruas em um “caveirão” ou em uma limusine de 8 metros de comprimento? No AutoEsporte Exposhow, realizado no pavilhão do Anhembi, em São Paulo, uma empresa exibe até domingo (23) modelos exóticos que podem ser alugados, por valores entre R$ 400 e R$ 6 mil.

Chamado de Brucutu, o caminhão blindado, que lembra o veículo de tropa de choque, mas recorre a “camuflagem” na pintura, mantém as funções originais para dispersar multidões, como jato de água (o tanque leva até 1,5 mil litros), choque na lataria e escotilha no teto. Com capacidade para 5 pessoas, o caminhão pesa até 3,2 toneladas e custa R$ 4 mil, por um período de 4 horas.

Segundo o idealizador e diretor comercial da Rental Hobby, Juliano Franchini, o veículo foi um “achado” durante um passeio pela Zona Leste de São Paulo. “Vi na rua e comprei. O dono deixava parado há anos, não sabia o que fazer. Às vezes viajo com ele, ainda bem que tem ar-condicionado, senão ninguém aguentaria ficar dentro”, afirmou.

Extravagâncias
Uma limusine rosa com 8 metros de comprimento e capacidade para 8 pessoas é o modelo mais requisitado da empresa, principalmente para chamar a atenção em casamentos e festas. A diária de 4 horas custa a partir de R$ 1,6 mil, de acordo com Franchini.

Outro modelo exposto no Anhembi é um “big foot”, como são conhecidas as picapes com rodas gigantes. Baseado em uma Ford F-250, o modelo tem diárias de R$ 2 mil, mas diferentemente dos outros dois não tem permissão para circular nas ruas.

Ele é alugado para exibição estática em eventos, shoppings e feiras, com uma logística complicada de transporte. É preciso retirar as rodas e levá-las separadas do carro na carroceria de um reboque. Parado, o “big foot” vira uma montanha a ser escalada por crianças e curiosos.

Negócio
Com 26 modelos próprios ou em sociedade, Franchini abriu um site para “agenciar” outros proprietários de carros exóticos que gostariam de fazer algum dinheiro ou de vê-los em propagandas. Em 6 meses, o portfólio já conta com 300 opções, que vão desde uma lambreta – a menor diária (R$ 400) – até um antigo carro de bombeiros, que não sai por menos de R$ 6 mil.

Fonte: Peter Fussy / G1
Foto: Gustavo Epifanio/G1

Comments are closed.