Golf 2019 terá motor 1.0 TSI com Tiptronic, segundo jornal
10 de maio de 2018 – 9:16 | Comentários desativados

O Volkswagen Golf 2019 está bem perto de chegar e já tem estoque sendo formado no pátio de São José dos Pinhais-PR. O hatch médio da marca alemã vai se renovar para manter acesa a …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Curiosidades

Holanda: Proibição de carros a gasolina e diesel ganha força no parlamento

Submitted by on 16 de agosto de 2016 – 16:05No Comment

tesla-model-s-2017-oficial-4-700x515

A Holanda votou uma proposta de proibição da comercialização de carros a gasolina e diesel a partir de 2025. O projeto de lei teria passado pelo Tweede Kamer, a câmara baixa do parlamento dos Países Baixos.

O projeto – se aprovado pelo senado (Eerster Kamer) – pode ser ratificado e virar lei, impedindo assim a venda de carros movidos por estes combustíveis, o que poderia ainda incluir os híbridos e híbridos plug-in, permitindo apenas que carros puramente elétricos sejam oferecidos ao consumidor. O mais provável é que estes continuem sendo vendidos por tempo limitado após 2025.

Os proprietários de carros comuns terão permissão para manter seus veículos, assim como os donos de clássicos. O projeto foi apresentado pelo parlamentar Jan Vos. Ele afirma que ainda há muito o que mudar no país para se adaptar ao fim dos carros movidos por gasolina e diesel. O político holandês quer que a rede de recarga, por exemplo, seja ampliada.

Hoje, a Holanda tem 20.000 pontos de recarga, mais que França e Reino Unido juntos. No entanto, se a ideia é vender carros puramente elétricos, o governo terá de incentivar o consumidor a deixar de lado os híbridos, que atualmente são a preferência do holandês que busca carros ecológicos.

Este ano, a Tesla vendeu 900 carros no país, enquanto a Nissan emplacou 412 unidades do Leaf. Mas, as vendas de híbridos plug-in subiram 30%, enquanto os elétricos tiveram alta de apenas 3%. Noruega e Índia são outros países que também querem abolir carros movidos por combustíveis fósseis.

TEXTO: Redação
FONTE: Noticias Automotivas

Comments are closed.