Volks apresenta versão de rali do novo Polo
14 de dezembro de 2017 – 14:48 | Comentários desativados

A Volkswagen revelou junto com a nova geração do Polo GTI (que não vem para o Brasil) a versão de rali que correrá na categoria R5 do WRC 2 (segmento intermediário do Campeonato Mundial de …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Mercado

Governo decide manter redução do IPI para veículos novos

Submitted by on 1 de julho de 2014 – 11:05No Comment

04

Depois de as montadoras terem registrado grandes quedas nas vendas nos primeiros meses deste ano, o Ministério da Fazenda decidiu manter a política de redução do Imposto sobre Produtos Industrializados para veículos novos. Conforme informou o ministro Guido Mantega, as alíquotas permanecerão nos patamares atuais até dezembro deste ano.

A decisão contraria a política que havia sido anunciada no final do ano passado, quando a pasta previa um aumento que foi efetivado em janeiro deste ano e nova alta para este mês de julho. Agora, a taxa permanecerá inalterada até dezembro, segundo a Agência Brasil. Assim, os carros com motor 1.0 flex continuarão sendo taxados em 3%, os modelos com motores entre 1.0 e 2.0 flex mantém a alíquota de 9%, enquanto os com motores entre 1.0 e 2.0 movidos a gasolina permanecem sendo taxados em 10%. Os utilitários seguem com 2% de IPI.

Mantega afirmou que a decisão implicará em uma renúncia fiscal de R$ 1,6 bilhão. Esse impacto, no entanto, deve ser amenizado com um consequente aumento nas vendas de carros nos próximos meses, segundo as expectativas de Luiz Moan, presidente da Anfavea. “Esse pressuposto de perda de arrecadação é se as vendas forem mantidas. Mas, com certeza, com aumento do IPI, as vendas seriam menores do que a projeção que nós temos”, disse.

Desempenho

As vendas de carros novos no Brasil caíram 5,19% entre janeiro e maio deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado, de acordo com relatório divulgado pela associação de revendedores Fenabrave. A Copa do Mundo, a realização do carnaval em março e as restrições para a concessão de créditos para o consumidor são alguns dos principais motivos para o mau desempenho, segundo as associações que reúnem empresas do setor.

Apesar de uma alta de 1,9% em maio deste ano frente a abril, a produção de veículos novos caiu 18% em comparação ao mesmo período do ano anterior. Além disso, em abril o Brasil caiu da quarta para a quinta posição entre os principais mercados automobilísticos do mundo, registrando desempenho 11,7% inferior ao do mesmo período do ano passado, segundo a consultoria Jato Dynamics.

Fonte: Auto Esporte
Foto: SHUTTERSTOCK

Comments are closed.