Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 – só ele quer ter grade de radiador
13 de setembro de 2019 – 14:45 | Comentários desativados em Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 – só ele quer ter grade de radiador

Estande da BMW no Salão de Frankfurt dá spoilers sobre as novas gerações do Série 4, além de novidades para o nicho dos SUV-cupê e um novo carro elétrico.
Uma das atrações da BMW  no Salão …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » F1

Felipe Nasr negocia com, pelo menos, três equipes na F1

Submitted by on 4 de novembro de 2013 – 10:17No Comment

GP2 Series, Rd4, Monte-Carlo, Monaco, 23-26 May 2013.

O Brasil poderá contar com dois pilotos participando da temporada 2014 de F1. Felipe Massa, dispensado da escuderia italiana Ferrari, negocia sua permanência na categoria e, de acordo com as últimas informações que circulam pelos bastidores, estaria próximo de anunciar um contrato de longo prazo com a equipe Williams.

O outro representante do país pode ser o jovem Felipe Nasr, de apenas 21 anos de idade, que competiu nas últimas duas temporadas na GP2. Nesse último fim de semana, Nasr finalizou sua participação em 2013 na ‘categoria escola’ com a quarta posição no campeonato.

Nasr confirmou, em entrevista para a TV Globo, que negocia uma vaga para o proximo ano. O piloto só não deixou claro a situação. Ou seja, se trata-se de uma vaga de piloto titular ou, então, a função de piloto reserva e de testes durante a temporada.

Ao que parece, a negociação de Nasr caminha para um contrato de piloto de testes. As opções, para o próximo ano, nesse sentido, são poucas a essa altura da temporada 2013 e as conversas de Felipe devem estar centradas nas equipes Williams, Force India e Sauber.

“Não é uma opção ruim se você não pode ser titular”, argumentou o brasileiro – segundo o jornal Estado de S. Paulo. “Tem de ser uma coisa planejada. Como tudo que fiz até agora no automobilismo. Não é assim, entrar lá com patrocinador e acabou”.

Felipe Nasr e seu empresário Steve Robertson [o mesmo do finlandês Kimi Räikkönen] pretendem um contrato de piloto reserva com amarração de futuro. Em outras palavras, o piloto brasileiro quer garantia de que será titular na escuderia que escolher.

Fonte: Amigos da Velocidade

Comments are closed.