Confira as novidades apresentadas no Salão Duas Rodas
20 de novembro de 2017 – 13:49 | Comentários desativados

As principais empresas do setor de motos do Brasil apresentaram suas novidades para 2018 no Salão Duas Rodas, em São Paulo. Mesmo em um mercado que ainda sente os efeitos da crise econômica, foi possível …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Curiosidades, Indústria

FCA junta-se à BMW para criar plataforma única para veículos autónomos

Submitted by on 21 de agosto de 2017 – 15:54No Comment

2017_BMW-inext-1400x788

Os veículos autónomos são a verdadeira revolução no mundo automóvel. A FCA não quer ficar para trás, unindo-se à BMW, Mobileye e Intel.

A mudança de paradigma na indústria automóvel chegará com os veículos autónomos e não com os elétricos. Se os elétricos são apenas um outro tipo de propulsão, a condução autónoma terá implicações bastante mais vastas e profundas não só na indústria como na sociedade.

É imperativo não ficar para trás, mas os custos são elevados. A solução? Unir esforços. Foi o que fez o ano passado a BMW que se juntou à Intel e à Mobileye (entretanto adquirida pela Intel) – um parceiro fundamental para o desenvolvimento destas novas tecnologias.

A parceria formada terá os seus primeiros resultados na rua em 2021, altura em que a BMW revelará o novo membro da família i, o iNext. O novo modelo alcançará pelo menos nível 3 de autonomia, mas já preparado para evoluir até ao nível 5.

Agora a FCA (Fiat Chrysler Automobiles) junta-se a esta parceria, assinando um memorando de entendimento com os restantes parceiros. O objectivo é criar uma plataforma comum escalável que permitirá desenvolver e aplicar tecnologia para veículos autónomos de nível 3, 4 e 5.

Para avançar a tecnologia de condução autónoma, é vital formar parcerias entre os construtores, os criadores das tecnologias e fornecedores.

Juntado-nos a esta cooperação permitirá à FCA beneficiar diretamente das sinergias e economias de escala possíveis quando empresas unem-se numa visão comum e objectiva.

Marchionne tem sido bastante vocal na necessidade da indústria se unir – seja através de parcerias ou mesmo fusões – para conseguir enfrentar os custos crescentes no desenvolvimento de veículos mais avançados. A eletrificação galopante e condução autónoma implicam vastos recursos financeiros no desenvolvimento e sua aplicação, sendo que Marchionne considera ser um “desastre financeiro” percorrer sozinho esse caminho.

Desta colaboração resultará até ao final do ano na colocação na estrada de 40 veículos autónomos de teste, que se juntarão aos já anunciados 100 veículos da Mobileye, demonstrando o efeito de escala desta abordagem de colaboração.

BMW Group, Intel, Mobileye e a FCA abrem portas para que mais construtores ou fornecedores tecnológicos se juntem a eles, pois o objectivo continua a ser o de criar uma solução global para toda a indústria.

A FCA não é estranha a este tipo de parcerias tecnológicas. Parceria semelhante foi efetuada com a Waymo, da Google, fornecendo cerca de 100 Chrysler Pacifica Hybrid, adaptados para integrar a tecnologia necessária para a condução autónoma.

Texto: Fernando Gomes

Fonte: Razão Automóvel

Rodão

Comments are closed.