Confira as novidades apresentadas no Salão Duas Rodas
20 de novembro de 2017 – 13:49 | Comentários desativados

As principais empresas do setor de motos do Brasil apresentaram suas novidades para 2018 no Salão Duas Rodas, em São Paulo. Mesmo em um mercado que ainda sente os efeitos da crise econômica, foi possível …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Trânsito

Estudo diz: 62% dos motoristas brasileiros são felizes

Submitted by on 14 de maio de 2015 – 15:14No Comment

10

Você se arriscaria a dizer que os motoristas brasileiros são mais felizes do que os norte-americanos? Pois esse foi um dos vários dados obtidos pela GfK com o estudo Carros Conectados, que envolveu entrevistas com 5.800 motoristas de seis países: Alemanha, Brasil, China, Estados Unidos, Reino Unido e Rússia.

Um dos aspectos verificados pelo trabalho diz respeito ao sentimento que cada um tem ao volante. No Brasil, a porcentagem de motoristas felizes é de 62%, à frente de Rússia (54%), Estados Unidos (50%) e Reino Unido (42%), empatado com a China e atrás apenas da Alemanha (68%). No geral, além da felicidade (56% na média), as sensações mais relatadas são liberdade (54%) e paz (52%).

Além disso, o estudo dividiu os benefícios dos carros conectados em quatro grandes categorias: segurança, bem-estar, gratificação e liberdade. No Brasil, quesitos da área de segurança (sentir-se protegido, prevenir acidentes e poder ser localizado facilmente) foram os mais citados, bem como a eficiência no consumo de combustível (aqui, inserida em “liberdade”).

Prós e contras dos autônomos

Quando se fala em carro conectado, uma das associações imediatas que fazemos é com a tecnologia de condução autônoma, isto é, aquela em que o motorista não intervém nas manobras rotineiras. De modo geral, esse tipo de veículo ainda não agrada em cheio aos motoristas.

21% dos entrevistados disseram que um veículo autônomo traria um sentimento de ansiedade ao motorista. Outros 20% relataram crer na sensação de impotência ao volante, já que não comandariam diretamente o carro. Pelo lado positivo, o sentimento mais identificado com os autônomos é o de liberdade (31% dos motoristas consultados), seguido pelo relaxamento (28%).

Fonte : Quatro Rodas / Rodrigo Furlan

Comments are closed.