Toyota Yaris sedã começa a chegar às concessionárias
12 de julho de 2018 – 8:51 | Comentários desativados

 Configuração sedã do Yaris começou a ser fabricada na semana passada e já chegou a concessionárias da marca no país
O Toyota Yaris sedã já começou a chegar às concessionárias da marca, de acordo com informações …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » F1

Equipes avaliarão proposta de um tempo mínimo de duração dos pitstops

Submitted by on 25 de julho de 2013 – 11:30No Comment

11

O grave incidente envolvendo uma roda solta do carro de Mark Webber, durante o GP da Alemanha, que acabou atingindo o cinegrafista Paul Allen, da FOM (Formula One Management), deixando-o hospitalizado e com uma série de fraturas, sensibilizou a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e as equipes da F1 a discutirem cada vez mais a segurança das pessoas que trabalham dentro do pitlane nos fins de semana de corrida.

Primeiro, a categoria restringiu a presença de equipes de televisão nas sessões de classificação e corrida, estendendo posteriormente a regra também aos treinos livres. Depois, decidiu reduzir o limite de velocidade dos carros no pitlane para 80 km/h. Além disso, a própria Red Bull anunciou mudanças nos seus procedimentos de troca de pneus.

Nesta quinta-feira, na reunião ordinária entre representantes da FIA e das 11 escuderias do grid, os dirigentes vão discutir mais uma proposta: criar um tempo mínimo de duração dos pitstops, para evitar que o trabalho excessivamente apressado dos mecânicos acabe por gerar novos erros, assim como o que ocorreu com Webber em Nurburgring.

Especialmente com o fim dos reabastecimentos, as paradas exclusivas para substituição dos pneus ficaram extremamente rápidas nos últimos anos, ao ponto de a mesma Red Bull realizar um pit de 2s05 no GP da Malásia, recorde atual da categoria. Curiosamente, o piloto protagonista dessa ação também havia sido Webber.

Todavia, a ideia pode não ser bem aceita por todos os times, visto que ceifaria um dos elementos complementares de competição, que é o de proporcionar um ganho, mesmo que de décimos de segundo, com um procedimento de troca próximo da perfeição. Além dessa proposta, os dirigentes também debaterão uma nova redução no limite de equipes de TV com acesso ao pitlane no decorrer dos treinos livres – já que a FOM determinou que nenhuma será autorizada -, bem como se engenheiros precisarão ou não utilizar capacetes para inspecionar os veículos de suas respectivas equipes em meio à realização de um pitstop.

Novos limites para acesso da imprensa aos boxes nos treinos livres

Também nesta quinta, a FIA anunciou novas medidas referentes ao acesso da imprensa aos boxes durante os treinos livres de sexta-feira e sábado. A partir do GP da Hungria, tanto jornalistas quanto fotógrafos que desejarem ingressar no pitlane deverão fazer um requerimento prévio no Centro de Recepção de Imprensa, sempre até as 15h (horário local) da quinta-feira anterior à prova. Devido ao caráter tardio do anúncio para a rodada deste fim de semana, o prazo limite na Hungria foi estendido para as 17h.

A cada sessão, 25 acessos estarão disponíveis e os contemplados deverão todos utilizar um colete de identificação. Caso a demanda exceda o número de vagas, a própria assessoria da federação vai determinar “a alocação mais equitativa”, divulgando uma lista com a distribuição dos profissionais ao longo do fim de semana.

Fonte: Leonardo Felix / Tazio
Foto: AP Photo/Emilio Morenatti

Comments are closed.