Confira as novidades apresentadas no Salão Duas Rodas
20 de novembro de 2017 – 13:49 | Comentários desativados

As principais empresas do setor de motos do Brasil apresentaram suas novidades para 2018 no Salão Duas Rodas, em São Paulo. Mesmo em um mercado que ainda sente os efeitos da crise econômica, foi possível …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Dicas

Entenda quando compensa comprar o seguro para moto

Submitted by on 20 de outubro de 2017 – 12:24No Comment

 

moto

Vale a pena comprar uma apólice para motocicleta? Como saber se o preço é justo? Muitas são as dúvidas do consumidor, que já arca com os custos rotineiros de manutenção do veículo.

Primeiramente, o proprietário deve avaliar se é possível arcar com os custos de reparação ou aquisição de uma nova moto, em caso de imprevistos. Se a resposta for negativa, o contrato é essencial para a reposição do bem e para manter o equilíbrio financeiro”, esclarece Jabis Alexandre, diretor geral de Automóvel e Massificados do Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre.

Outro ponto importante é observar as coberturas oferecidas pelo contrato. Pacotes básicos, para motocicletas de até 500 cilindradas, garantem proteção para casos de colisão, incêndio, roubo e furto. Em diversos casos, há a possibilidade do consumidor também incluir cobertura para danos causados a faróis, lanternas e retrovisores.

Para proprietários de motos com mais de 500 cilindradas, a recomendação é combinar as coberturas de acordo com o estilo de vida e uso do veículo. Além dos itens básicos (roubo, incêndio, colisão), alguns pacotes oferecem benefícios diferenciados, como extensão de reboque – os amantes de viagens e passeios pelas estradas podem ampliar o serviço para até 1000 quilômetros –, reposição da roupa de proteção e até inclusão de assistência 24 horas para a residência.

Descontos
Como garantir um bom preço no momento da cotação? O valor do seguro varia conforme o perfil do cliente (sexo, idade, endereço etc.), perfil do uso (se utiliza para o trabalho, viagens e demais detalhes do deslocamento) e tipo do veículo (modelo, ano). Portanto, a dica é aproveitar da flexibilidade no momento da consulta.

É possível escolher o total de indenização que julgar necessário para cada cobertura, incluir ou excluir itens, além de conferir a capacidade de parcelamento de pagamento sem juros.

Texto: Redação

Fonte: Garagem 360

Rodão

Comments are closed.