Hyundai HB20 R spec Limited oferece detalhes exclusivos por R$ 65 mil
17 de janeiro de 2018 – 9:49 | Comentários desativados

Uma semana após ter sido mostrado em teasers, o novo Hyundai HB20 R spec Limited acaba de ser anunciado de forma oficial. O novo modelo chega como a edição especial da linha do hatch compacto, …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » F1

Em jejum de títulos, Hamilton se vê “desperdiçando os melhores anos”

Submitted by on 19 de junho de 2013 – 11:04No Comment

24

Quando debutou na F1, em 2007, Lewis Hamilton foi apontado por especialistas e dirigentes como o novo prodígio da categoria. Afinal, o inglês entrou sem tomar conhecimento de seu ilustre companheiro de McLaren, o recém-coroado bicampeão Fernando Alonso, batendo de frente com o temperamental espanhol e vencendo o duelo interno entre ambos.

Naquela temporada, o jovem de apenas 22 anos conquistou nove pódios seguidos nas primeiras etapas, venceu quatro corridas e chegou ao final do ano com amplo favoritismo na luta pelo título. O peso do noviciado só seria acusado nas duas últimas corridas, China e Brasil, quando uma série de erros seus permitiu uma virada histórica de Kimi Raikkonen pela margem mínima de um ponto.

É bem verdade que a conquista iminente seria confirmada em 2008, mas desde então o britânico não conseguiu mais terminar um campeonato sequer entre os três primeiros. Após trocar a McLaren pela Mercedes em 2013, a história por enquanto vai se repetindo (ele é quarto na tabela) e o jejum, crescente, já começa a incomodar o primeiro negro a ser campeão da categoria.

“O tempo está passando. Já faz cinco anos desde que venci o Mundial. Quando eu estava nas categorias menores, eu teria vencido um campeonato todos os anos ou em qualquer outro ano”, lamentou Hamilton, em entrevista à revista “The Sunday Times’ Driving Magazine”.

Para o atual representante da estrela de três pontas, que completou 28 anos em 2013, o principal motivo para tamanho hiato é a falta de um equipamento bom o suficiente em suas mãos. “Entrei na F1 e quase venci em meu primeiro ano, depois venci no meu segundo. Desde então, nunca tive um carro para competir de verdade. O carro faz uma diferença enorme, então estou desperdiçando meus melhores anos”, refletiu.

“Há vários pilotos que não conquistaram um título, então eu me sinto pelo menos grato por ter um. Só que ter um te dá menos prestígio agora, porque muita gente já foi campeã. Hoje temos gente que tem dois, três ou quatro campeonatos. [Isso é o que] torna você especial”, apontou, referindo-se a Sebastian Vettel e Fernando Alonso, os dois maiores campeões em atividade.

O alemão, aliás, tem sido a grande pedra no sapato de Hamilton nos últimos anos. Ainda mais precoce que o inglês, Vettel quebrou quase todos os recordes possíveis de juventude e vem imprimindo, ao lado da Red Bull, exatamente aquela sequência de domínio que se esperava ver do piloto britânico junto com a McLaren. Por isso, Lewis já está preocupado em relação à forma como sua carreira será lembrada no futuro.

“Estou ficando mais velho e não vou durar para sempre neste esporte. Portanto, definitivamente eu comecei a pensar em como quero que as pessoas se lembrem de mim: quero ser reconhecido como um competidor forte e completo”, ressaltou.

Fonte: Leonardo Felix / Tazio
Foto: Divulgação/Mercedes

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário abaixo, ou Assine o RSS desta página .

You can use these tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

This is a Gravatar-enabled weblog. To get your own globally-recognized-avatar, please register at Gravatar.