Ferrari lança Stradale híbrida com 1.000 cv
21 de junho de 2019 – 11:10 | Comentários desativados em Ferrari lança Stradale híbrida com 1.000 cv

A SF90 Stradale é o primeiro modelo plug in de produção fabricado pela marca. Modelo tem três motores elétricos e um V8 a combustão.
O cavalinho da Ferrari galopa pela segunda vez com gasolina e eletricidade. …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Indústria

Elon Musk anuncia produção de carro inédito da Tesla na China

Submitted by on 4 de janeiro de 2019 – 12:10No Comment

“Gigafactory” da empresa em Xangai, a primeira fora dos EUA, vai ser inaugurada até o final do ano. Chamado de Model Y, futuro modelo será um crossover.

O CEO da Tesla, Elon Musk, anunciou nesta segunda-feira (7) que um modelo inédito será produzido na nova fábrica da empresa de carros elétricos em Xangai, na China, a primeira fora dos Estados Unidos.

Planejada para estar em funcionamento até o final do ano, a “gigafactory”, como é chamada por Musk, produzirá o inédito Model Y, como está sendo chamado o futuro crossover da empresa, e o Model 3.

O executivo participou de cerimônia em Xangai e afirmou que apenas as versões mais baratas serão produzidas em solo chinês, enquanto as demais ficarão nos Estados Unidos e exportadas para a China.

Produzindo em Xangai, a Tesla evitaria tarifas de importação para vender seus produtos na China, um dos locais com maior potencial de venda de carros elétricos.

Fábrica de US$ 2 bilhões
A montadora assinou um acordo com as autoridades de Xangai em julho para abrir uma fábrica na cidade chinesa com capacidade de produção anual de 500 mil carros.

A fábrica ajudará a explorar o mercado em rápido crescimento da China para os chamados veículos de nova energia (NEVs), uma categoria que compreende carros elétricos à bateria e veículos elétricos plug-in híbridos, mesmo enquanto o mercado de automóveis mais amplo da China esfria.

A Tesla, que começou a contratar para a nova fábrica de Xangai em agosto, disse anteriormente que levantaria capital dos mercados de dívida da Ásia para financiar a construção, que custará cerca de US$ 2 bilhões.

Texto: Redação

Fonte: G1

Portal Rodão

Comments are closed.