Elétrico Nissan Leaf é lançado no Brasil por R$ 195 mil
19 de julho de 2019 – 14:11 | Comentários desativados em ElĂ©trico Nissan Leaf Ă© lançado no Brasil por R$ 195 mil

Valor é R$ 16,5 mil mais caro que o da pré-venda. Modelo foi apresentado no Salão do Automóvel de 2018 e teve 20 unidades vendidas até julho.
A Nissan lançou nesta quinta-feira (18) seu primeiro carro …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » F1

Desafeto de Alonso, Ron Dennis abre as portas da McLaren para o espanhol

Submitted by on 18 de dezembro de 2013 – 10:32No Comment

18

Com apenas um título de pilotos de um de construtores nos últimos 14 anos, a McLaren se vê hoje em uma situação em que precisa engolir o orgulho para voltar aos seus melhores momentos. Mesmo que isso signifique tentar recontratar um piloto como Fernando Alonso, que saiu do time em 2007 depois de diversas brigas e crises internas.

A primeira demonstração de interesse aconteceu em setembro, quando o atual chefe da equipe, Martin Whitmarsh, revelou o interesse no caso da Ferrari não querer continuar com o espanhol, já que o relacionamento do bicampeão com o time italiano também não é dos melhores no momento. O piloto respondeu se dizendo contente com as declarações públicas e que não tem problemas com a equipe, mas apenas “com a filosofia e com uma pessoa que nem está mais lá”, fazendo alusão a Ron Dennis, que na época liderava a equipe inglesa no pitwall.

Hoje, Dennis ocupa um cargo não executivo na empresa McLaren, que além de sua operação na F1 também inclui a fabricação de carros esportivos, apesar de manter seus 25 % das ações da companhia. Segundo o site do canal inglês “BBC”, ele estaria, inclusive, tentando aumentar sua participação para voltar ao comando do time da F1.

Mesmo assim, em entrevista à publicação inglesa, ele explicou que não veria problema em ter Alonso de volta à McLaren, se o espanhol conseguir fazer a equipe voltar a vencer. “O primeiro objetivo de qualquer equipe de F1 é vencer corridas. Sejam quais forem os obstáculares entre uma equipe que quer vencer e as vitórias, sejam de engenharia, fiscal ou de recursos humanos, você os resolve. Você nunca diz nunca”, declarou o dirigente ao ser questionado sobre o possível retorno.

Ainda é difícil apostar em um novo acordo entre Alonso e McLaren. O espanhol, inclusive, vive lembrando que tem contrato com a Ferrari até o final de 2016 e que não só pretende cumpri-lo como também acredita que seria bastante difícil se desvencilhar dele.

Fonte: Lucas Santochi / Tazio
Foto: AP Photo

Comments are closed.