Nissan planeja ofensiva ‘verde’ com Leaf e produção de híbridos no Brasil
22 de agosto de 2018 – 15:44 | Comentários desativados

Enquanto prepara mais versões da Frontier, agora produzida na Argentina, e a nova geração do March para os próximos anos, a Nissan quer incluir o Brasil na onda dos veículos elétricos e híbridos, que consomem …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Rally

Dakar 2018 – 14ª Etapa – Córdoba

Submitted by on 15 de março de 2018 – 12:53No Comment

99970015_Matthias-Walkner-Rally-Dakar-2018-etapa14-Campeao

Depois de nove mil quilômetros atravessando Peru, Bolívia e Argentina, o Rally Dakar 2018 chegou ao fim com a disputa da 14ª etapa em Córdoba. Seguindo a expectativa, Kevin Benavides (Honda) e Toby Price (KTM) lutaram pela vitória nos 120 quilômetros cronometrados do estágio final, onde o argentino levou a melhor quebrando a sequência de triunfos do australiano, mas quem comemorou o título de campeão da 40ª edição da mítica prova foi o austríaco Matthias Walkner (KTM).

Administrando a vantagem na reta final da prova, Walkner manteve a regularidade como aliada e evitou riscos completando o dia na oitava posição, com pouco mais de cinco minutos de atraso em relação ao primeiro colocado. Na classificação geral, o piloto de 31 anos somou 43h06min01seg completando a corrida com quase 17 minutos de vantagem sobre Benavides, o vice-campeão. “Quando você está liderando o maior evento em nosso esporte com uma grande diferença, é uma loucura. Agora é hora de celebrar. Nunca fui o cara que estava ganhando muito ou perdendo muito, apenas andando sempre perto da frente”, disse o novo campeão do Dakar.

Depois de um duro acidente em 2016 e do vice-campeonato em 2017 – clique e veja um interessante documentário sobre a trajetória do piloto até então -, Walkner veio mais experiente neste ano, apostando na regularidade, mantendo distância dos erros e, principalmente, das quedas. O austríaco não foi o mais rápido na competição, mas sim o melhor estrategista, venceu apenas a 10ª etapa – o ponto de virada da corrida – e foi o suficiente para administrar a prova nos últimos quatro dias. Com méritos, levou a KTM ao 17º título consecutivo no maior rali do mundo.
Kevin Benavides fez o que estava ao seu alcance vencendo a última etapa, mas dependia também de uma falha do maior rival para brigar pelo título. Ao menos interrompeu a arrancada de Toby Price e ficou entre a dupla da KTM, levando sua Honda ao segundo degrau do pódio. “Foi um ótimo Dakar. Estou muito feliz e me senti muito bem. Foi muito difícil. Nós lutamos até o fim. Sempre tivemos uma ótima estratégia. Estávamos sempre no pódio e até liderávamos a corrida. É uma pena sobre o que aconteceu na 10ª fase, mas temos que continuar olhando pra frente. Nós terminamos no segundo lugar e ganhamos a etapa final, o que sabíamos que poderíamos”, avaliou o vice-campeão.
A prova mal terminou e o terceiro colocado, Toby Price, já pensa na próxima edição. “É uma loucura estar no pódio aqui na linha de chegada. Não podia esperar mais. Vamos voltar maiores e melhores para o próximo”, garantiu.

Texto: Redação

Fonte: motox.com

Portal Rodão.

Comments are closed.