Toyota divulga imagens de sua nova frota de carros elétricos
11 de junho de 2019 – 9:24 | Comentários desativados em Toyota divulga imagens de sua nova frota de carros elétricos

A montadora anunciou seus planos para um futuro de carros elétricos e divulgou as primeiras imagens de sua nova frota sustentável, que será lançada globalmente em 2025.
A Toyota foi uma das percursoras na adoção de …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » F1

Consórcio vencedor do autódromo faz oferta para incluir Rio na F1

Submitted by on 26 de maio de 2019 – 12:00No Comment

Em Mônaco, RioMotorsports formaliza proposta para receber o GP Brasil no circuito de Deodoro a partir de 2021.

O consórcio Rio Motorsports, que ganhou a licitação para erguer e administrar um autódromo em Deodoro, deu um passo decisivo em Mônaco a fim de trazer o GP de Formula 1 para ao Rio.

No principado, o CEO da Rio Motorsports, JR Pereira, apresentou aos executivos da Liberty Media uma oferta formal para promover o GP Brasil a partir de 2021. O contrato atual da FOM (Formula One Management) com a Interpub, que promove o GP em Interlagos, tem duração até 2020 – ou seja, comporta mais dois GPS. A F1 informou que não fará comentários.

– Poder trazer a Fórmula 1 de volta para o Rio, além de ser um pilar importante para o nosso projeto, representa um passo significativo na retomada econômica e de auto-estima para nossa cidade. Por isso, após várias conversas que tivemos ao longo dos últimos meses com a FOM e passado o processo de licitação, apresentamos formalmente nossa proposta para sediar a modalidade em 2021.

Para começar a erguer o autódromo, o consórcio ainda terá que passar, conforme determinação do Tribunal de Contas do Município, por votação na Câmara de Vereadores do Rio e produzir o estudo e o relatório de impacto ambiental (EIA/Rima) da área, que deverá receber ainda um empreendimento imobiliário na região.

De acordo com o edital, os recursos previstos para a obra (cerca de R$ 697 milhões) deverão vir totalmente da iniciativa privada.

O GLOBO apurou que, além do desafio de concretizar o autódromo, os futuros promotores do GP Brasil terão de fazer face também a uma taxa anual. A expectativa da Liberty Media (que gerencia a FOM) é receber por GP realizado algo em torno de US$ 30 milhões (cerca de R$ 130 milhões, pela cotação atual).

O Rio Motorsports já tem acordos para promover uma prova do Mundial de MotoGP no Brasil a partir da construção do autódromo.

Texto: Márvio dos Anjos

Fonte: O Globo

Portal Rodão

Comments are closed.