Ford abre pré-venda do novo Mustang com preço abaixo do rival Camaro
11 de dezembro de 2017 – 11:07 | Comentários desativados

Após uma longa espera, enfim a Ford traz oficialmente o Mustang para Brasil. O esportivo só desembarcava no país via importação independente. A pré-venda começou nesta segunda-feira (11) ao preço de R$ 299.900, com a …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Dicas

Carro parado requer ainda mais atenção

Submitted by on 25 de setembro de 2017 – 16:07No Comment

750_2017921185558172

Seja por uma viagem prolongada, por se tornar um usuário fiel dos aplicativos de carona ou até para economizar, às vezes os motoristas optam por deixar os carros guardados por dias na garagem. Se é o seu caso, fique atento: quando os dias se tornam meses, é preciso ter alguns cuidados para evitar dor de cabeça na hora que precisar ligar novamente. Não é porque o carro não está sendo usado que não precisa de atenção. O automóvel foi feito para rodar, e deixá-lo muito tempo parado pode trazer prejuízos.

Ao estacionar o carro por um período prolongado, o primeiro passo é escolher um bom lugar para guardar o automóvel, de preferência uma garagem coberta e bem ventilada, que não pegue muito sol. Outra dica importante é cobrir o carro com uma boa capa automotiva que tenha entrada para ventilação e forro que não cole na lataria quando chover. A capa ajuda a proteger a pintura e os vidros, e, antes de colocá-la, o carro deve estar limpo e seco.

Lembre-se de deixar os reservatórios de gasolina secos. Caso contrário, a gasolina começa a formar um tipo de borra que obstrui os filtros, entupindo os injetores e, no caso dos mais antigos, os carburadores. O mesmo acontece com o etanol, embora leve mais tempo. Se quiser deixar algum combustível no tanque, opte por gasolina aditivada, pois tem maior durabilidade. Se seu carro ainda tem o tanquinho de partida a frio, não esqueça de esvaziá-lo também.

A mesma coisa acontece com o óleo. Quando o óleo fica parado por muito tempo em um carro, ele começa a coalhar, perdendo suas características de lubrificação. Ao deixar o carro parado na garagem, também é provável que os fluidos, como de óleo e freio, estraguem, já que eles oxidam e perdem propriedade.

O tempo

Quanto mais tempo passa, mais problemas podem surgir. Com mais de seis meses sem rodar, os pneus podem ficar “quadrados” e deformados, então calibre os pneus com a pressão máxima recomendada no manual do veículo para evitar que eles fiquem danificados. O peso do carro vai pressionando os pneus a todo momento, até com ele parado. Mesmo sem rodar, eles vão esvaziando lentamente. Por isso, se o período parado for acima de 90 dias, coloque o carro sobre um cavalete para que o pneu não se deforme.

Os sistemas de embreagem e freio também podem sofrer com o tempo e ficar colados. Com o tempo, o ar-condicionado perde a eficiência – o ideal é ligá-lo por 30 minutos, a cada 15 dias –, e a bateria fica sem carga, o que pode desprogramar algumas funções importantes do veículo. Se seu carro for mais antigo, é possível desconectar os cabos da bateria sem problemas. Mas se o veículo é da geração mais nova e conta com módulos de injeção e de carroceria, é perigoso causar alguma desprogramação no momentos de desligar os cabos, então consulte a concessionária antes de fazê-lo.

A melhor maneira de evitar todos esses danos é utilizar o carro de vez em quando, rodar periodicamente. Isso faz com que o motor permaneça lubrificado.

Texto: Lhays Feliciano

Fonte: A Tarde

Rodão

Comments are closed.