FLAGRA: FIAT TORO 2.4 MULTIAIR FLEX
20 de janeiro de 2017 – 10:15 | Comentários desativados

A Fiat aposta pesado na nova versão 2.4 da Toro. O modelo flagrado por Nilcemar Ferreira em Belo Horizonte (MG) entrega a nova motorização na combinação de versão e câmbio apontada pelos emblemas. O flagra …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Curiosidades

Carro feito de Lego é montado com 500 mil peças e custa US$ 60 mil

Submitted by on 17 de fevereiro de 2014 – 10:52No Comment

08

Cerca de 500 mil peças de Lego, 18 meses de trabalho e US$ 60 mil (R$ 143 mil) de investimento transformaram em realidade o sonho de um jovem romeno que construiu um carro de tamanho real que funciona com ar comprimido e é capaz de atingir 30 km/h.

A história começa com uma pequena Ferrari vermelha de Lego que Raul Oaida tinha desde que era criança.

“Contemplando a Ferrari, me perguntei por que não poderia fazer um carro de tamanho real. A partir desse momento, pus mãos à obra para tornar isso uma realidade”, contou à Agência Efe este jovem de 20 anos, sem formação universitária nem experiência como mecânico, mas que se revelou um gênio da engenharia.

Seu carro, batizado como Super Awesome Micro, se desloca graças a um sistema de quatro motores com 265 pistões, construído exclusivamente com peças de Lego (http://www.superawesomemicroproject.com/).

Com exceção dos pneus, os indicadores e os amortecedores, o veículo, inspirado no projeto “hotrod”, é inteiramente elaborado com os blocos de plástico da empresa dinamarquesa.
Para começar a tornar realidade seu sonho, Oaida montou uma oficina na casa de seus pais em Deva, uma cidade de pouco mais de 55 mil habitantes no oeste da Romênia.

Mas, para avançar com o projeto, este empreendedor precisava de dinheiro. A ajuda veio de muito longe da Romênia: o patrocinador foi o empresário australiano Steve Sammartino, que o conheceu na internet e que ficou fascinado com a ideia do jovem romeno.

Sammartino lançou um desafio através do Twitter: ‘Qualquer pessoa interessada em investir entre US$ 500 e US$ 1 mil em um impressionante projeto e pioneiro no mundo, que me envie um tweet. Preciso de 20 participantes’, escreveu.

Cerca de 40 pessoas responderam e contribuíram com US$ 60 mil para o projeto. Com o financiamento garantido, Oaida entrou em contato com a Lego em 2012 para poder encomendar diretamente ao fabricante as peças das quais precisava.

O processo de montagem foi difícil. Oaida explicou à Efe que trabalhou “dia e noite”, sem nenhuma ajuda.

“Foi difícil trabalhar sozinho porque o carro pesa meia tonelada, e tinha que movimentá-lo de um lugar a outro, portanto tive que montar vários dispositivos para trocá-lo de posição e erguê-lo”, relatou.

O motor do veículo de dois lugares, feito apenas com peças de Lego, é a parte mais impressionante do veículo.

“Tem um cilindro que bombeia ar no motor a temperatura ambiente. Apesar do atrito, o ar é armazenado sob pressão e absorve o calor quando se libera desta pressão”, explicou Oaida, que assegura que é o único motor que esfria enquanto funciona.

Após um ano e meio de trabalho, o veículo ficou pronto em novembro e o resultado foi espetacular.

“De longe, parece que é feito de uma peça. Mas conforme você se aproxima, vê que seus incontáveis e minuciosos detalhes não te permitem virar a cabeça para outro lugar que não seja para o carro; sem dúvida, um efeito que te hipnotiza”, disse o construtor.

O primeiro passageiro que entrou no carro junto com Oaida foi sua mãe, lembrou, orgulhoso.

Após a odisseia da construção, ainda resta ao Super Awesome Micro uma dura prova pela frente: a viagem à Austrália para ser apresentado publicamente.

A viagem de avião durou uma semana. Primeiro até Budapeste, depois a Doha e, finalmente, seu destino, Melbourne.

O frágil brinquedo gigante teve que ser desmontado para poder ser retirado do avião, o que provocou avarias no motor e atrasou sua apresentação à imprensa até o final de dezembro.

Desde então, Oaida recebeu muitas propostas de compra, mas não revelou os valores oferecidos, já que ainda não se decidiu por nenhuma.

“Estamos estudando ofertas. O que tenho claro é que não farei outro carro”, explicou ele, que tem outras ideias em mente.

“Quereria me mudar para os Estados Unidos para me desenvolver e mudar o mundo através da inovação”, contou.

Fonte: Agência Efe / G1
Foto: Divulgação

Comments are closed.