Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 – só ele quer ter grade de radiador
13 de setembro de 2019 – 14:45 | Comentários desativados em Conheça o BMW concept 4, o protótipo que antecipa o série 4 – só ele quer ter grade de radiador

Estande da BMW no Salão de Frankfurt dá spoilers sobre as novas gerações do Série 4, além de novidades para o nicho dos SUV-cupê e um novo carro elétrico.
Uma das atrações da BMW  no Salão …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Indústria

Carlos Ghosn afirma que Dacia pode ter carros elétricos na gama

Submitted by on 20 de setembro de 2013 – 10:57No Comment

05

A atual liderança no mercado de carros elétricos pertence à Renault-Nissan. Mas nem por isso o presidente da aliança, Carlos Ghosn, se dá por satisfeito. O CEO Global das marcas ainda vê um vasto campo de expansão para o segmento no mundo. E apesar de serem conhecidos por ter um preço relativamente alto, Ghosn acredita que os modelos “verdes” vão se popularizar até um ponto que marcas de baixo custo como a Dacia – subsidiária romena da Renault – poderão oferecer esses veículos em um futuro não muito distante. “Se a demanda estiver pronta para isso, nós estaremos lá”, afirmou o mandatário ao site inglês Auto Express. “Com as cidades ganhando mais infraestrutura, pontos de carregamento, mais pessoas irão aderir essa tecnologia. E com isso os preços dos carros irão diminuir. Então, isso não exclui a Dacia de oferecer um carro elétrico no futuro. O dia que houver demanda, nós seremos capazes de produzir”, completou.

O chefão da Renault-Nissan também comentou a entrada da Volkswagen e da BMW no ramo de elétricos. A VW inclusive revelou planos para assumir a primeira posição do novo segmento até 2018. Para Ghosn, a competição é bem-vinda. Segundo o executivo, imaginar a indústria automotiva sem carros elétricos ou híbridos já é algo impossível. De acordo com executivo, até 2020, cerca de 10% dos carros vendidos serão elétricos. Ghosn ressalta, porém, que é preciso de apoio dos governos e que a China poderá ser fundamental para que essa projeção se concretize. A curto prazo, Ghosn é menos otimista. A Renault-Nissan deve ficar aquém da meta original de 1,5 milhão de unidades elétricas até 2016. A gama “verde” da aliança é composta, atualmente, pelo Nissan Leaf e pelos Renault Twizy, Zoe, Fluence Z.E. e Kangoo Z.E.

Fonte: MotorDream
Foto: Divulgação

Comments are closed.