Hyundai HB20 R spec Limited oferece detalhes exclusivos por R$ 65 mil
17 de janeiro de 2018 – 9:49 | Comentários desativados

Uma semana após ter sido mostrado em teasers, o novo Hyundai HB20 R spec Limited acaba de ser anunciado de forma oficial. O novo modelo chega como a edição especial da linha do hatch compacto, …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Dicas

Calibragem dos pneus influencia no consumo; entenda

Submitted by on 31 de outubro de 2014 – 10:30No Comment

06

Poucos motoristas sabem, mas um dos grandes responsáveis pela média de consumo de combustível não está nem no motor nem no tanque do carro. A calibragem correta dos pneus pode fazer muita diferença entre gastar mais e gastar menos na hora de abastecer.

Os pneus dos carros foram desenvolvidos para rodarem com uma área específica de contato com o solo, que é definida pela calibragem específica de cada modelo de acordo com a carga. Se estiverem murchos, vão aumentar a força de arrasto. A consequência imediata é o motor fazer mais força e, consequentemente, o veículo gastar mais combustível. Isso pode representar muito na hora de reabastecer.

“O pneu sem a calibragem correta pode provocar consumo maior de até 20%. E para isso o motorista nem precisa perceber que está murcho. Basta estar com muitas libras de diferença”, diz Renato Romio, chefe do Laboratório de Motores do Instituto Mauá de Tecnologia, de São Paulo.

Por isso, a calibragem certa é fundamental no cuidado com o carro. Os pneus devem ser calibrados, no máximo, a cada 15 dias. Se for possível uma vez por semana, ótimo. E não adianta apertar qualquer botão naquela máquina de calibrar. A pressão correta deve seguir rigorosamente a recomendada pelo fabricante. Essa informação sempre está no manual do proprietário. Em alguns veículos esses dados também podem ser encontrados em adesivos nas portas ou na tampa do tanque.

Um detalhe é fundamental. O carro tem diferentes calibragens para os pneus dianteiros e traseiros e se está carregado ou vazio. Pode parecer exagero, mas isso fará toda a diferença na média do consumo. “O correto é sempre colocar a pressão exata indicada pelos fabricantes, nem mais nem menos. Pneus com pressão acima do recomendado podem até gastar ainda menos, mas o carro ficará com menos instabilidade. Isso não é aconselhado”, observa Romio.

A calibragem deve ser feita sempre com pneus frios, ou seja, logo após sair da garagem. Quando estão muito quentes podem mascarar a real pressão interna por estarem dilatados.

Estado dos pneus influencia

Além da calibragem correta, é fundamental observar o estado dos pneus. Se estiverem tortos ou muito gastos, também podem influenciar no consumo de combustível, além de ser um risco para dirigir. O recomendado é checar a situação a cada 10 mil quilômetros e fazer balanceamento e geometria.

Outro fator que influencia no consumo é usar pneus que fogem as especificações do original, mais largos ou com tamanho do aro diferente. Alguns veículos permitem essa mudança, mas antes de qualquer alteração nas rodas é preciso consultar um especialista. Qualquer mudança na aerodinâmica do carro terá efeito direto no consumo de combustível.

Fonte: G1

Comments are closed.