Famosa corrida italiana de carros antigos chega aos EUA
23 de outubro de 2018 – 12:04 | Comentários desativados em Famosa corrida italiana de carros antigos chega aos EUA

A Mille Miglia, uma das corridas de carros mais famosas do mundo, foi realizada todo ano entre 1927 e 1957
A Mille Miglia, uma das corridas de carros mais famosas do mundo, está chegando aos EUA. …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » F1

Button diz que crise na McLaren não foi causada por saída de Lowe

Submitted by on 24 de junho de 2013 – 11:07No Comment

10

Jenson Button negou que a saída do diretor técnico Paddy Lowe, no início de fevereiro, tenha sido o principal fator para a decadência da McLaren na atual temporada.

Antes de começar a trabalhar na Mercedes, dias atrás, Lowe foi posto “na geladeira” pelo time de Woking. Mas o veterano campeão mundial não crê que a precoce liberação do engenheiro tenha atrapalhado o trabalho da equipe em identificar os problemas de rendimento do MP4-28.

“Não penso assim”, disse Button, em entrevista à imprensa inglesa neste fim de semana. “Paddy é um grande sujeito, mas não acho que uma pessoa é a razão pela qual não estamos indo bem. Nosso erro foi cometido no fim do ano passado, quando decidimos seguir o caminho que fizemos com o carro. [Então] Tentar achar o caminho de volta é muito, muito difícil”, argumentou.

No GP da Inglaterra, Lowe fará sua primeira aparição pública como membro da Mercedes. Pouco antes de sua chegada, o chefe da equipe alemã, Ross Brawn, afirmou que ele terá papel preponderante na concepção do carro de 2014. Lowe também é cotado como futuro sucessor de Brawn no comando de Brackley.

Do outro lado, a imprensa inglesa já cogita demissões em massa. Mas Button não crê que a solução para a crise em Woking passe por dispensas no estafe de engenheiros.

“Para os pilotos ou membros da administração virem e dizerem ‘Certo, a culpa é desse cara, vamos demiti-lo’, é uma ação errada. Você vai assustar as pessoas e caminhar na direção equivocada. O problema não é de uma pessoa”, declarou o veterano, que voltou a reiterar sua confiança no diretor geral Martin Whitmarsh.

“Ele é uma grande parte do time. Este momento é muito difícil para ele. Ele não vai apontar o dedo, ele vai assumir a culpa. Eu realmente gosto disso em Martin – ele é realmente um bom líder”, completou.

 

Fonte: Lucas Berredo / Tazio
Foto: Divulgação

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário abaixo, ou Assine o RSS desta página .

You can use these tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This is a Gravatar-enabled weblog. To get your own globally-recognized-avatar, please register at Gravatar.