Carro voador chinês pode ser o primeiro a ser comercializado normalmente
6 de outubro de 2018 – 16:34 | Comentários desativados

A corrida em busca de produzir o primeiro carro voador comercialmente viável pode estar perto de ter um vencedor: é a Terrafugia, uma empresa chinesa que já desenvolve seu veículo com asas chamado Transition há …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Indústria, Novidades

BMW e Mercedes terão joint venture de mobilidade

Submitted by on 30 de setembro de 2018 – 15:47No Comment

BMW E DAIMLER

Meta é oferecer um “ecossistema holístico” de serviços de mobilidade inteligentes e integrados.

Os grupos BMW e Daimler confirmam nesta semana o estabelecimento de uma joint venture de mobilidade com sede em Berlim, na Alemanha. O empreendimento é descrito como um ecossistema holístico de serviços de mobilidade inteligentes e integrados, disponíveis ao toque de um dedo e com alcance global. A meta é moldar o conceito de mobilidade de modo a oferecer aos clientes experiências únicas e ao mesmo tempo auxiliar as cidades na obtenção de um tipo de mobilidade urbana sustentável.

O projeto envolve ao todo 5 áreas: 1- CarSharing, (aluguel do veículo por curto período, unindo as empresas Car2Go e DriveNow, que operam 20 mil veículos em 31 grandes cidades internacionais, com mais de quatro milhões de clientes ativos); 2 – Ride-Hailing (serviço de táxi personalizado, que já possui 13 milhões de clientes e 140 mil motoristas licenciados, em soluções inovadoras como mytaxi, Chauffeur Privé, Clever Taxi e Beat); e 3 – Estacionamento (serviço de estacionamento digital, sem pagamento físico, reduzindo a busca por vagas e o trânsito com o ParkNow e o Parkmobile/ Parkmobile LLC).

A área 4, Recarga, inclui serviço oferecido por meio da ChargeNow e Digital Charging Solutions, que facilita o acesso às estações públicas de carregamento elétrico — são mais de 143 mil ao redor do mundo —, apoiando a expansão da eletromobilidade ao redor do mundo; ao passo que a 5 – Multimodal – opera com conectividade inteligente e contínua entre diferentes ofertas de mobilidade – incluindo reserva e pagamento – de modo a criar um valor agregado significativo para os usuários.

Os planos sobre o estabelecimento de uma parceria para oferecer aos clientes uma fonte única de serviços de mobilidade urbana sustentável vêm sendo discutidos desde março de 2018. As duas empresas deterão uma participação de 50% na joint venture, mas permanecerão concorrentes em seus respectivos negócios principais.

Texto: Dyogo Fagundes

Fonte: Motor 1

Portal Rodão

Comments are closed.