Yamaha lança moto de 3 rodas, a Niken, e mostra protótipo de Ténére 700
13 de novembro de 2017 – 10:07 | Comentários desativados

Yamaha lançou na segunda-feira (6), na Itália, sua primeira moto de alta cilindrada de 3 rodas. O modelo Niken já havia aparecido no Salão de Tóquio, mas somente agora a empresa revelou todos os detalhes …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » F1, Mercado

BMW 120i encara Audi A3 Sportback 1.8

Submitted by on 23 de junho de 2016 – 10:16No Comment

O 1.8 turbo do A3 não fica muito atrás. Responde ao pedal do acelerador com 180 cv e 25,5 mkgf a também precoces 1.250 rpm. Além do torque menor, esse propulsor só roda com gasolina e oferece menos daquele belo ronronar que os motores maiores são capazes de projetar dentro da cabine.

Se os motores encantam, seus regentes também não deixam por menos. O câmbio automático do BMW é muito rápidos para passar as oito marchas e está sempre pronto a responder ao comandos do motorista, sem hesitação.

O automatizado de sete marchas do Audi, por sua vez, beira a excelência. É rápido, preciso e passa as marchas de forma muito eficiente.

Os dois utilizam o mesmo tipo de suspensão: McPherson na dianteira e independente multibraço na traseira. O sistema da Audi tem ajuste um pouco mais duro, embora isso não resulte em melhoria perceptível no nível de estabilidade.

Ambos são ótimos na hora de encarar curvas, mas no BMW há um detalhe que faz toda a diferença. Como a tração é no eixo traseiro (a do Audi é dianteira), o 120i agradará mais quem busca uma condução com pegada apimentada.

O BMW tem o volante centralizado e baixo e pedais mais para a direita, com enquadramento próximo ao de esportivos. O Audi, por sua vez, tem volante alto e fino e pedais bem centralizados, caracterizando um estado de arte generalista.

Em ambos, é fácil encontrar a melhor posição de dirigir. Mas o BMW se sai melhor por permitir que o motorista fique mais bem acomodado.

BMW é espaçoso, mas antigo
audi
Por dentro, 120i e A3 são bem diferentes. Minimalista, o modelo da Audi, que oferece muita funcionalidade, tem acabamento e visual mais modernos e simples. No BMW, a qualidade dos materiais é evidente, assim como no rival, mas seu conceito de arquitetura interna é defasado, com um console central que ocupa muito espaço (até para acomodar o cardã da tração traseira), vários botões, saída de ar quadradona… É preciso renovar.

Mesmo assim, seu espaço interno é melhor. Com 2,69 metros de entre-eixos (ante os 2,63 m do A3), o BMW abriga melhor motorista e passageiros de trás. Na área para ombro a ombro, a vantagem é do Audi que, com 1,78 metro de largura, tem 2 cm a mais. No caso do porta-malas há um empate técnico. São 360 litros no BMW e 380 litros no rival.

Em termos de equipamentos, os dois são completos. Têm central multimídia, vários air bags, controles de tração e estabilidade, sistema Isofix para prender cadeirinhas de crianças e todos os outros itens que se espera desse tipo de carro.

Texto: Clayton de Souza
Redação: Estadão

Comments are closed.