O que o Argo pode fazer pela Fiat
23 de junho de 2017 – 14:52 | Comentários desativados

Criado para substituir o Punto, o Bravo e algumas versões do Palio, o hatch produzido em Betim faz parte de uma estratégia que não mira só o volume de vendas, mas principalmente a redução de …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Mercado

Bentley lança carro que parte de R$ 1,13 milhão no Brasil

Submitted by on 16 de julho de 2013 – 10:59No Comment

08

A inglesa Bentley lançou nesta segunda-feira (15) o Continental GT V8 no Brasil. O cupê, que estreou no Salão de Detroit de 2012, parte de R$ 1.135.000; a versão conversível, custará R$ 1.296.000. Os dois entram para a lista dos cerca de 20 carros que custam mais de R$ 1 milhão atualmente no Brasil.

O modelo que estreia agora no mercado nacional traz sob o capô um 4.0 V8 biturbo, de 507 cavalos e 67,3 kgfm de torque.

A transmissão automática, da fabricante alemã ZF, tem oito velocidades. Dados da Bentley indicam aceleração “abaixo de 5 segundos” e velocidade máxima acima dos 290 km/h – que nada valerá nas vias do Brasil, mas servirá, ao menos, para contar vantagem na roda de amigos.

Embora raríssimo de se ver nas ruas, o Continental cupê já era vendido no país na versão 6.0 W12, de 575 cavalos e etiqueta de R$ 1.250.000.

Importados em baixa
O GT V8 desembarca num momento não muito promissor para os importados. As vendas das marcas da Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores (Abeiva), que reúne as que não possuem fábrica no Brasil, vêm caindo mês a mês em relação a 2012, cujos resultados já foram inferiores aos de 2011. De janeiro a maio deste ano, os emplacamentos das marcas associadas caíram 24,9% na comparação com igual período no ano passado.

A expectativa da Bentley, até pelo valor do carro, é modesta: emplacar 7 unidades do GT V8 neste ano, sendo só uma da versão conversível. Considerando os demais modelos, a marca espera vender 20 carros no país até o fim do ano.

Primeiro contato
O G1 pôde ter um breve contato com o modelo em circuito. A expectativa que se cria ao redor de um automóvel da marca é correspondida, antes de tudo, pelo interior refinado. Impressionam a precisão do encaixe das peças e o material empregado, além da posição “ancorada” no chão, em especial pelo painel elevado. Destaque para os bancos frontais com encosto inteiriço (onde o encosto de cabeça faz parte da mesma peça), cada vez mais incomuns.

O painel esbanja classe e oferece excelente leitura, mas é possível enxergar alguns elementos que entregam o parentesco com Audi e Volkswagen, como a disposição das informações e a grafia usada nos números.

Essa relação com as marcas alemãs se confirma com a posição equivocada da alavanca de câmbio, onde se aumenta a marcha empurrando-a para frente e reduz-se para trás – contrariando o movimento natural numa arrancada, onde o corpo é jogado para trás enquanto a velocidade aumenta, e arremessado à frente nas reduzidas. Mas trata-se de um detalhe que apenas os mais puristas vão notar, e não é nada perto do charme que é acionar o carro com a ignição do lado esquerdo.

O sempre dispensável recurso de acionar o motor via botão está lá, mas é provável que jamais seja usado. E quanto à expectativa que se cria ao redor da dinâmica de um Bentley, essa foi superada. Mesmo esbarrando nas 2 toneladas, o cupê é ágil nas retomadas e acelerações. Dentro de um circuito fechado e com os limites impostos por guiar um carro que posteriormente será vendido, o Continental GT não foi levado a seu limite – seja de frenagens ou estabilidade.

Mas ficou claro que o motor 4.0 V8 forma o perfeito par para o brilhante câmbio automatizado de dupla embreagem e oito marchas – não é preciso uma investida tão violenta no acelerador para que os 120 km/h ou 140 km/h sejam alcançados. Definitivamente, há esportividade no Continental GT, seja na tocada ou no sedutor ronco do motor, mas tudo embalado num pacote que privilegia – e sempre privilegiará, tratando-se de um Bentley – o conforto.

Fonte: Rodrigo Mora / G1
Foto: Raul Zito/G1

Comments are closed.