“Uber” das motos chega ao Brasil e promete corridas até 30% mais baratas
16 de julho de 2019 – 11:54 | Comentários desativados em “Uber” das motos chega ao Brasil e promete corridas até 30% mais baratas

Além de maior economia, app promete reduzir em até 50% o tempo de deslocamento em grandes cidades
São Paulo – A startup colombiana Picap, que permite solicitar corridas de moto por aplicativo, acaba de chegar ao …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Campeonatos

Barrichello vence em Goiânia e bota no bolso R$ 1 milhão

Submitted by on 4 de agosto de 2014 – 11:32No Comment

02

Rubens Barrichello venceu neste domingo a Corrida do Milhão, que teve como palco a pista de Goiânia (GO). Tiago Camilo e Galid Osman completaram o pódio. Com o triunfo, seu primeiro na Stock Car, Barrichello embolsou o valor de R$ 1 milhão.

Na largada, Barrichello segurou a liderança e manteve Átila atrás dele. Allam Khodair largou em terceiro e vinha comboiando os dois primeiros. A primeira janela de parada foi aberta para a troca de pneus e quem apostou nela foi Marcos Gomes.

Os demais pilotos faziam suas paradas começando na 12ª passagem e Barrichello mantinha a ponta, contando com um ritmo forte de corrida. Atrás, Átila e Camilo brigavam pelo segundo lugar e a manobra de Tiago foi melhor sucedida e assumiu o segundo posto. Rubens liderava com dois segundos de vantagem sobre o piloto da RCM.

Barrichello foi ao Box fazer seu reabastecimento e troca de dois pneus. Camilo também foi ao Box e saiu pouco atrás do ex-F1. Pizzonia vinha liderando a prova com Lucas Foresti atrás. O amazonense foi fazer sua troca de pneus e na pista a guerra entre Rubens e Tiago estava mais que aberta, até que Camilo conseguiu uma ultrapassagem por fora na volta 29. Na volta 30, Barrichello deu o troco em Camilo e subiu para a liderança, uma vez que Foresti, o então líder, visitou o Box. Pouco depois, Valdeno Brito teve o pneu furado e abandonou a prova. Neste instante, Camilo passou de novo por Barrichello, que passou outra vez na volta 32.

Nas voltas finais, Camilo gastou todos os botões de ultrapassagem, mas ainda tinha muita vontade de chegar ao seu terceiro milhão, mas Barrichello resistiu e venceu pela primeira vez na Stock, com o gordo reforço de R$ 1 milhão na sua conta bancária.

O resultado da prova:

1 – Rubens Barrichello – Full Time Competições – Chevrolet – 36 voltas em 52:22.650
2 – Thiago Camilo – Ipiranga-RCM – Chevrolet – a 0.186
3 – Galid Osman – Ipiranga-RCM – Chevrolet – a 10.258
4 – Átila Abreu – Mobil Super Racing – Chevrolet – a 13.533
5 – Julio Campos – Prati-Mico’s Racing – Peugeot – a 15.607
6 – Antonio Pizzonia – Prati-Mico’s Racing – Peugeot – a 16.818
7 – Allam Khodair – Full Time Competições – Chevrolet – a 19.388
8 – Cacá Bueno – Red Bull Racing – Chevrolet – a 20.229
9 – Ricardo Mauricio – Eurofarma RC – Chevrolet – a 23.008
10 – Nonô Figueiredo – Mobil Super Racing – Chevrolet – a 24.266
11 – Sergio Jimenez – Voxx Racing Team – Peugeot – a 28.645
12 – Max Wilson – Eurofarma RC – Chevrolet – a 29.142
13 – Diego Nunes – C2 Team – Chevrolet – a 30.529
14 – Lucas Foresti – RC3 Bassani – Peugeot – a 33.429
15 – Felipe Fraga – Vogel Motorsport – Chevrolet – a 33.773
16 – Denis Navarro – Voxx Racing Team – Peugeot – a 33.900
17 – Ricardo Zonta – RZ Motorsport – Chevrolet – a 38.531
18 – Gabriel Casagrande – C2 Team – Chevrolet – a 44.078
19 – Tuka Rocha – RZ Motorsport – Chevrolet – a 44.534
20 – Bia Figueiredo – ProGP – Chevrolet – a 45.402
21 – Felipe Lapenna – Hot Car Competições – Chevrolet – a 54.890
22 – Popó Bueno – Shell Racing – Chevrolet – a 1:09.845
23 – Wellington Justino – Boettger Competições – Peugeot – a 1:12.084
24 – Alceu Feldmann – Hanier Racing – Peugeot – a 1 volta
25 – Daniel Serra – Red Bull Racing – Chevrolet – a 2 voltas
26 – Marcos Gomes – Schin Racing Team – Peugeot – a 3 voltas
27 – Valdeno Brito – Shell Racing – Chevrolet – a 7 voltas
28 – Fabio Fogaça – Schin Racing Team – Peugeot – a 7 voltas
29 – Luciano Burti – Vogel Motorsport – Chevrolet – a 9 voltas
30 – Rafael Suzuki – ProGP – Chevrolet – a 29 voltas
31 – Vitor Genz – Boettger Competições – Peugeot – a 32 voltas
32 – Raphael Matos – Hot Car Competições – Chevrolet – a 6 voltas
33 – Beto Cavaleiro – Hanier Racing – Peugeot – a 17 voltas

Campeonato:

1 – Átila Abreu – 76
2 – Thiago Camilo – 72
3 – Julio Campos – 71
4 – Rubens Barrichello – 69
5 – Sergio Jimenez – 68
6 – Cacá Bueno e Marcos Gomes – 64
8 – Valdeno Brito – 62
9 – Antonio Pizzonia – 57
10 – Felipe Fraga – 55
11 – Ricardo Mauricio – 51
12 – Allam Khodair e Denis Navarro – 47
14 – Luciano Burti 42
15 – Daniel Serra e Rafa Matos – 38
17 – Galid Osman – 37
18 – Diego Nunes e Max Wilson – 35
20 – Ricardo Zonta – 34
21 – Tuka Rocha – 32
22 – Popó Bueno – 29
23 – Lucas Foresti – 23
24 – Alceu Feldmann, Nonô Figueiredo e Victor Genz – 20
27 – Felipe Lapenna – 19
28 – Bia Figueiredo – 11
29 – Gabriel Casagrande – 10
30 – Felipe Tozzo – 6
31 – Fábio Fogaça – 3
32 – Rafael Suzuki – 1

Fonte: Amigos da Velocidade

Comments are closed.