Ural exibe moto conceito com motor elétrico
15 de novembro de 2018 – 13:13 | Comentários desativados em Ural exibe moto conceito com motor elétrico

Propulsor é fruto da parceria da fabricante de moto com sidecar e a Zero Motorcycles, que produz motocicletas elétricas
A Ural está mais ‘ousada’. Recentemente, a fabricante apresentou uma variante do tradicional modelo com um drone …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Stock Car

Após prisão, Jaime Melo corre como piloto convidado na Stock Car

Submitted by on 11 de março de 2014 – 10:48No Comment

13

A equipe C2 já definiu suas duas duplas para a primeira etapa da Stock Car 2014. Gabriel Casagrande, que pela primeira vez disputará uma temporada completa na maior categoria do automobilismo brasileiro, já havia anunciado que terá Enrique Bernoldi ao seu lado em Interlagos. Já Diego Nunes fechou parceria com o paranaense Jaime Melo. “É um dos convidados mais experientes em carros de turismo. Eu acho que temos chance de brigar, inclusive pelo pódio”.

Melo [33 anos] esteve preso em Cascavel, no oeste do Paraná, em abril de 2013, após fugir da polícia e bater o carro no portão de uma residência. O piloto, de provas de longa duração, fugiu após uma denúncia de que estava ameaçando outra pessoa em uma casa noturna. Ele foi perseguido por diversas ruas de Cascavel. O piloto estava com a carteira de habilitação suspensa e sob efeito de substância entorpecente, segundo a Polícia local.

Melo passou pela Fórmula Ford, F-3 sul-americana, F-3000 internacional, F-3000 italiana, onde foi campeão em 2002, fechou seu ciclo pilotando em monopostos no ano seguinte correndo de Super Renault V6 na Europa. Há uma década voltou seu foco para os carros de turismo. Foi contratado da Ferrari durante anos, onde conquistou os títulos do Mundial FIA GT na classe GT2 em 2006, da American Le Mans Series de 2007, foi o vencedor das 24 Horas de Le Mans na categoria dos carros GT, em 2008 e 2009.

“A maioria dos pilotos convidados não conhece o carro da Stock Car, é um carro bem diferente do que eu estava acostumado a pilotar. O peso é mais ou menos o mesmo (da Ferrari), mas é claro que o carro é bem diferente. Vamos ter pouco treino, então a equipe vai concentrar o trabalho na minha adaptação, para eu pegar o jeito o quanto antes, andando com pneu velho, com pneu novo”.

“Faz muito tempo que não corro em Interlagos (2002, de Fórmula 3000), mas é uma pista que eu conheço. Estive na sede da equipe em Curitiba durante os testes coletivos, senti um clima bom. Apesar de ser um desafio, estou muito confiante. A ideia é conseguir fechar a corrida entre os 10 ou 12 primeiros. Pode parecer um objetivo bem modesto, mas a gente precisa manter os pés no chão. Andar entre os 12 já é bom demais”, falou Melo.

Fonte: Amigos da Velocidade

Comments are closed.