A indústria automotiva reserva importantes lançamentos para o segundo semestre, como o VW Polo
18 de agosto de 2017 – 15:03 | Comentários desativados

Entre os principais lançamentos programados para os próximos meses estão o novo Volkswagen Polo, o sedã derivado do Fiat Argo, o Chevrolet Equinox e algumas reestilizações
Principalmente depois da divulgação do preço atraente, muitos consumidores aguardaram …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Mercado

Anfavea prevê retomada do leasing de veículos em até 3 meses

Submitted by on 11 de março de 2014 – 10:53No Comment

15

O presidente da Associação Nacional dos fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan, afirmou nesta segunda-feira (10), após reunião com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, que acredita que o leasing voltará a ser impulsionado nos próximos meses, ajudando a alavancar o financiamento de veículos e o mercado.

“É modalidade normal bancária. O bem continua em nome do próprio banco ou empresa arrendadora, com isso fica muito mais fácil uma eventual retomada do veículo”, explicou Moan. O leasing já chegou a representar 47% das compras financiadas, em 2006, e hoje corresponde a cerca de 2%, segundo a Anfavea.

“Temos mantido um performance de venda (de veículos) muito boa, mas ainda com algumas restrições dem função da seletividade do crédito”, completou o executivo, acrescentando que os números de fevereiro da produção da indústria automotiva serão divulgados pela Anfavea nesta terça-feira (11).

Decisão sobre imposto

“Nos parece que é o momento de pensar seriamente em reintroduzir o leasing no mercado”, disse Moan. Tenho convicção que em 2, 3 meses, o cliente poderá chegar no banco e conseguir o leasing” completou, explicando que a modalidade de financiamento ficou paralisada em razão de incertezas jurídicas.

O impulso esperado pelas montadoras para o leasing vem de um acórdão publicado recentemente pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), que definiu que o pagamento de Imposto sobre Serviços (ISS) deve ser feito no município em que a empresa de leasing está sediada. “Esse era o principal entrave”, disse Moan.

Segundo o presidente da Anfavea, a Fazenda recebeu muito bem a perspectiva de retomada do leasing e ficou de colocar os assessores do ministério para estudar como impulsionar o oferecimento deste tipo de financiamento.

Embora aposte de retomada do leasing como instrumento para alavancar a oferta de crédito para o financiamento de veículos, a Anfavea mantém a sua previsão de crescimento de apenas 0,9% nas vendas de veículos em 2014, na comparação com 2013, quando foram comercializados 3,77 milhões de veículos.

Caminhões

A associação das montadoras diz ainda que espera que seja lançado até março pelo governo federal um programa de incentivo à renovação da frota de caminhões do país.
A proposta da associação é que os proprietários de caminhões com até 30 anos recebam incentivos e financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a troca. Os veículos hoje em uso seriam destinados á reciclagem controlada.

A frota de caminhões com mais de 30 anos que circulam pelo país é estimada em 230 mil veículos. Segundo a Anfavea, o financiamento de cerca de 30 mil caminhões por ano representaria um custo de cerca de R$ 900 milhões.

Entraves com a Argentina

O presidente da Anfavea disse ainda que o setor voltou a cobrar do governo um entendimento entre Argentina e Brasil com relação aos entraves para exportação e importação, inclusive de peças para a montagem de veículos. “Não é meramente compra e venda”, disse Moan. “Há dificuldades de liberação de importação em virtude da questão cambial”, completou.

Segundo ele, a Fazenda informou que está em estudo a abertura de uma linha de crédito para ajudar o país vizinho, que vem sofrendo com a falta de dólares e redução de suas reservas internacionais.

“Tem que haver a abertura de uma linha de crédito para a Argentina para que o fluxo de caixa de importação e exportação possa manter a operação produtiva em ambos os lados”, concluiu.

Fonte: Darlan Alvarenga / G1
Foto: Darlan Alvarenga/G1

Comments are closed.