Hyundai HB20 R spec Limited oferece detalhes exclusivos por R$ 65 mil
17 de janeiro de 2018 – 9:49 | Comentários desativados

Uma semana após ter sido mostrado em teasers, o novo Hyundai HB20 R spec Limited acaba de ser anunciado de forma oficial. O novo modelo chega como a edição especial da linha do hatch compacto, …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Campeonatos

Administradores negam desativação do Autódromo de Curitiba

Submitted by on 26 de junho de 2013 – 11:26No Comment

18

Os administradores do Autódromo de Curitiba negaram nesta terça-feira que já exista um plano para desativação do circuito, apesar de admitirem que um forte interesse de incorporadoras no terreno onde está instalada a pista para empreendimentos imobiliários.

Na última segunda-feira, o jornalista Rodrigo Mattar publicou em seu blog “A Mil por Hora” a informação de que o Autódromo de Pinhais, região metropolitana da capital paranaense, será desativado em 2015. O contrato de arrendamento da área é de 1994 e tinha extensão de 10 anos, renováveis por mais 10, o que significa que termina ao final de 2014.

O Tazio entrou em contato com o Sr. Jauneval de Oms, presidente do Autódromo Internacional de Curitiba (AIC), empresa sem fins lucrativos que administra a praça, e diretor da Inepar, uma das proprietárias do terreno, que, por e-mail, negou que já exista um negócio fechado. “Posso adiantar que a notícia não tem fundamento, neste momento”, explicou.

A reportagem conversou então com o Sr. Itaciano Marcondes Ribas, diretor administrativo e financeiro do circuito, que, sempre mostrando cautela ao não se comprometer com o que pode acontecer a longo prazo, voltou a negar que a desativação já esteja acertada.

“É muita balela. Essa área valorizou muito. Realmente tiveram sondagens, mas não tem nada de concreto. Lógico que na vida, tudo tem um preço. Se não houver uma proposta que satisfaça os donos, continua o autódromo”, afirmou o representante do AIC.

Ribas trabalha no autódromo desde 1995 e foi um dos responsáveis pelas obras de modernização. Ele explica que atualmente, o circuito, que tem 22 funcionários registrados, se mantém financeiramente, o que também contribui para a sua manutenção no caso de não existirem propostas dentro do que os proprietários acreditam ser o valor da área.

“Não dá lucro, mas também não dá prejuízo. E, com automobilismo, isso não é fácil. Mas assim, se não pagarem o que os donos querem, fica mais fácil manter o patrimônio”, disse.

Há três anos, o circuito também passou por um problema na justiça quando credores de seu proprietário original, Flávio das Chagas Lima, que já tinha morrido, entraram com um processo contra o inventário pedindo que o terreno fosse utilizado para saldar a dívida. Segundo Ribas, a questão já foi resolvida e o Autódromo não tem mais nenhuma pendência jurídica.

Fonte: Lucas Santochi / Tazio
Foto: Divulgação

Deixe seu comentário

Deixe seu comentário abaixo, ou Assine o RSS desta página .

You can use these tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

This is a Gravatar-enabled weblog. To get your own globally-recognized-avatar, please register at Gravatar.