Toyota Yaris sedã começa a chegar às concessionárias
12 de julho de 2018 – 8:51 | Comentários desativados

 Configuração sedã do Yaris começou a ser fabricada na semana passada e já chegou a concessionárias da marca no país
O Toyota Yaris sedã já começou a chegar às concessionárias da marca, de acordo com informações …

Ler post completo »
Curiosidades

F1

Mercado

Motos

Novidades

Home » Campeonatos, Curiosidades, Novidades

A Mil Por Hora

Submitted by on 1 de dezembro de 2017 – 8:43No Comment

RW4_2334

RIO DE JANEIRO – A Jackie Chan DC Racing X Jota fecha o ano de 2017 com a invencibilidade mantida no Asian Le Mans Series. O campeonato asiático de Endurance teve nesta madrugada a disputa da 2ª etapa, as 4h de Fuji. E o carro #8 voltou a vencer com Thomas Laurent/Harrison Newey/Stéphane Richelmi. Só que, desta vez, de forma um pouco mais difícil que na abertura do campeonato em Zhuhai. Tudo pela ótima recuperação do Ligier da equipe BBT, que deu muito trabalho ao longo da prova.

O carro #37 largou na pole position com Anthony Liu Xu a bordo. Mas além do piloto chinês perder a ponta logo após a primeira volta, houve uma rodada e Liu Xu caiu para a última posição do grid de 15 carros. Como efeito, o oriental veio em corrida avassaladora de recuperação. Tanto que na metade da disputa, após os pit stops, a BBT pegou a ponta da Jackie Chan DC Racing X Jota.

Só que o piloto escalado para a reta final da prova foi Davide Rizzo e não o brasileiro Pipo Derani, que guiou após a patacoada de Liu Xu. Thomas Laurent, a bordo do carro #8, não teve problemas em se livrar do adversário e consolidar uma sólida diferença de cerca de um minuto de vantagem até a quadriculada.

Após não terminar na abertura do campeonato, o carro #7 hoje guiado por David Cheng e Jazeman Jaafar marcou os primeiros 15 pontos na temporada, após uma boa disputa pelo pódio com a ARC Bratislava – que acabou ficando para trás e terminou mesmo em quarto lugar. A Algarve Pro Racing salvou o quinto posto num fim de semana difícil e a Eurasia, que mostrou bom desempenho nos treinos com a trinca Marko Asmer/Scott Andrews/Yoshiharu Mori, acabou desistindo com falha de semi-eixo em seu Ligier JS P2.

Na LMP3, os carros dessa categoria voltaram a mostrar a habitual falha de confiabilidade. A KCMG, que vinha de vitória na China e duas pole positions, acabou pelo caminho assim como a WIN Motorsport e também a Taiwan Beer GH Motorsport, esta última obrigada a largar de último no grid.

Os demais carros, à exceção dos vencedores, tiveram muitos problemas. A TKS, em sua reestreia no AsLMS, sobreviveu com grandes problemas de embreagem. Mas pelo menos foi ao pódio. A Viper Niza Racing ficou cinco voltas atrás. E a Jackie Chan DC Racing não comemorou uma vitória – mas duas: Guy Cosmo/Patrick Byrne fecharam a disputa com 141 giros, conquistando o 5º posto geral.

Asian Le Mans Series
O Monte Fuji ao fundo e a Ferrari de Cioci/Lam/Milroy foi a vencedora no Japão entre os Grã-Turismo
Entre os Grã-Turismo, disputa doméstica entre os dois carros do FIST Team AAI, após o Audi da TianShi Racing ter chegado a dar trabalho no início: o carro #90 de Yu Lam/Marco Cioci/Ollie Milroy cruzou a linha final com 13″353 para a BMW de Jesse Krohn/Jun San Chen/Chaz Mostert, que fecham o ano como líderes do campeonato. Na primeira corrida da nova Ferrari 488 GT3, primeira vitória, o que pode animar a disputa no próximo ano.

Texto: Rodrigo Mattar

Fonte: Grande Premio Uol

Rodão

Comments are closed.